quinta-feira, 15 de julho de 2021

Pacheco anuncia prorrogação da CPI da Covid por 90 dias

 Requerimento foi apresentado pelo vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP)


O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), anunciou a prorrogação do prazo de funcionamento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. A comissão poderá funcionar por mais 90 dias, contados a partir de 7 de agosto. O requerimento foi apresentado pelo vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), e continha as assinaturas necessárias para que fosse acatado.

A comissão, que investiga omissões do governo Jair Bolsonaro e desvios de verbas federais por estados e municípios no combate à pandemia, foi instalada em 27 de abril com prazo de 90 dias. Considerando que haverá recesso entre os dias 18 e 31 de julho, o prazo final para os trabalhos seria 7 de agosto.

O recesso só ocorre, porém, se o Senado já tiver votado a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022. Se isso não acontecer, não há recesso e o prazo atual da CPI acabaria em 26 de julho.

Com ou sem o recesso, a nova prorrogação garantirá que os trabalhos chegarão no máximo ao dia 2 de novembro, mas a comissão ainda pode ser postergada mais vezes, até completar 1 ano de investigação.


Agência Estado, R7 e Correio do Povo


Porto Alegre segue vacinação de pessoas com 36 anos nesta quinta-feira



ONU alerta para risco de "catástrofe" em 2021 por atraso na vacinação de crianças


Com melhora nos indicadores, RS retira alertas e envia avisos para todas regiões Covid


Fux permite que coronel e reverendo que negociou vacina fiquem em silêncio na CPI da Covid


Argentina supera 100 mil mortos por Covid-19

Nenhum comentário:

Postar um comentário