quinta-feira, 15 de julho de 2021

Governo do RS analisará liberação de eventos com público e planeja resposta na próxima semana

 Prefeitura de Porto Alegre entregou protocolo para liberação gradual do setor nesta quarta-feira


O governo do Rio Grande do Sul irá analisar o pedido da prefeitura de Porto Alegre para uma retomada gradual dos eventos em meio a pandemia da Covid-19. A solicitação foi entregue pelo prefeito Sebastião Melo em reunião no Palácio Piratini nesta quarta-feira. Conforme a secretária de Saúde, Arita Bergmann, os protocolos serão avaliados pelo Gabinete de Crise e o GT Saúde para que tenham a "segurança necessária" e devem ser respondidos até a próxima semana.

"O documento foi apresentado hoje. A partir deste momento, começaremos a analisar. São dois encaminhamentos possíveis: pedir mais documentos ou enviarmos na próxima semana ao GT's que cuidam da pauta de eventos. Esperamos ter uma posição na próxima semana", explicou Arita em entrevista coletiva. 

A secretária admitiu que - no atual momento dos indicadores do RS - existe a possibilidade de uma liberação, mas ela passa por estudos rigorosos e cautela. "Tem uma série de detalhes para liberarmos os eventos. Por isso, aliás, vamos realizar um evento teste, onde colocaremos todas as medidas necessárias para analisarmos se é possível ou não de acordo com o tamanho do espaço ter um público "x". Os protocolos já existem, é para verificarmos na prática", afirmou. "Depende também muito de como a pandemia vai se comportar daqui para frente diante dos casos suspeitos da variante Delta", acrescentou. O RS investiga dois possíveis infectados com a cepa originária da Índia. 

Torcida nos estádios

Sobre a liberação de torcida nos estádios de futebol, permitida pela Conmebol no começo desta semana, Arita explicou que nada foi decidido pelo Gabinete de Crise pois o governo não recebeu nenhuma demanda específica ainda. Para a secretária, a análise deverá ocorrer com cuidado e com regras determinadas considerando as variáveis do esporte.

"Como poderia ser feito isso de forma presencial no estádio? Cuidado nas filas? Pessoas sentarem em espaços com distanciamento? Talvez, deste modo, é possível pensar. No entanto, sempre que se pede um evento, quem solicita precisa apresentar o projeto do que pretende executar para evitar a transmissão do vírus", finalizou


Correio do Povo


Caio Vidal prevê “jogo difícil” do Inter contra o Olimpia, mas diz que foco é na vitória

Nenhum comentário:

Postar um comentário