sábado, 10 de julho de 2021

Em Porto Alegre, Bolsonaro participará de motociata e encontro com empresários

 Trajeto passará por rodovias e ruas da Capital, alterando o trânsito neste sábado



Em Porto Alegre, na manhã deste sábado, o presidente Jair Bolsonaro deverá participar de uma ‘motociata’. Segundo os organizadores, a previsão é de que milhares de motociclistas integrem o passeio que passará por rodovias federais e por ruas de Porto Alegre. O evento irá reunir o presidente da República e seus apoiadores em um trajeto que iniciará as 10h, em frente à Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), na zona Norte. 

Da Fiergs, o itinerário previsto pelos organizadores prevê o deslocamento pela avenida Assis Brasil, a BR 290 (Freeway), BR 116, BR 386, BR 448 (Rodovia do Parque), com retorno à Capital pela avenida Castelo Branco, Mauá, João Goulart, Edvaldo Pereira Paiva, Padre Cacique, Diário de Notícias, seguindo depois pela Icaraí, Padre Cacique, Praia de Belas, Ipiranga, João Pessoa, Castelo Branco e Assis Brasil até voltar para a Fiergs, onde haverá o encerramento. Os organizadores esperam que o presidente faça um discurso. Está prevista ainda que grupos de outras cidades venham se integrar ao passeio na Capital. Os organizadores preveem a presença de, no mínimo, 30 mil pessoas no evento, que deve ser encerrado em torno de duas horas após o início.

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) preparou um esquema especial durante a motociata na cidade, com a realização de bloqueios e de possíveis intervenções para reduzir o impacto na mobilidade. Porto Alegre é a sexta cidade em que o passeio de moto ocorrerá. A orientação é que o público que não participará fique distante do trajeto no horário. O evento já ocorreu pelo Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Chapecó. O passeio foi organizado por uma série de grupos e apoiadores, como Motociclistas RS, Livre Iniciativa RS e Associação da Classe Média, além de políticos gaúchos. A realização do passeio gerou críticas, especialmente da oposição, que chegou a pedir ao governo municipal aumento da fiscalização.
 
Além da motociata, a organização trabalha com a possibilidade de que o chefe do Executivo faça um passeio de jet ski na Orla do Guaíba, acompanhado de apoiadores. Mesmo que ele não faça o passeio, é provável que proprietários de lanchas e de barcos façam uma homenagem ao presidente das águas. 

Ontem, houve a informação de que o presidente iria se encontrar com o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), após o passeio de motos. Porém, não houve o detalhamento desta reunião. Mesmo assim, está confirmado um almoço com um grupo de empresários na capital gaúcha. O encontro terá a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes. 

O trajeto: 



Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário