segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Prefeito de Santa Cruz do Sul (RS), Telmo Kirst morre aos 76 anos

 Mandatário da cidade lutava contra um câncer há dois anos



O prefeito de Santa Cruz do Sul, Telmo Kirst (PSD), morreu na noite deste domingo, aos 76 anos, após ficar hospitalizado desde a manhã de quarta-feira. A confirmação do falecimento ocorreu pela Secretaria Municipal de Comunicação pouco antes das 22 horas. Ele fazia tratamento contra um câncer há dois anos, mas vinha sendo discreto sobre seu estado. No início da manhã da última quarta-feira ele passou mal e foi levado de sua residência ao Hospital Ana Nery por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Kirst passou por uma série de exames e a situação dele piorou ao longo da madrugada de quinta-feira.

Neste domingo, um comunicado oficial emitido às 18h12 pelo secretário municipal de Comunicação, Régis de Oliveira Júnior, informou que o prefeito seguia internado, sem nenhuma previsão de alta. No entanto, uma nova nota foi emitida às 21h51 com o seguinte teor: “Descansaram para este mundo, após dois anos lutando contra um câncer, os olhos azuis de Telmo Kirst. Nunca estamos preparados para perder alguém que amamos, mas que tenhamos força para suportar essa dura contrariedade da vida. A história dele ficará nos corações de todos nós. Suas últimas palavras foram 'Vamos adiante!'”.

Telmo Kirst nasceu em Santa Cruz no dia 7 de abril de 1944. Ele cursou Direito pela Faculdade de Direito de Santa Maria, onde exerceu a presidência do diretório acadêmico. Elegeu-se vereador de Santa Cruz do Sul com menos de 30 anos e sete anos depois foi eleito deputado federal, permanecendo no Congresso Nacional por mais de duas décadas. Durante um período também dividiu-se entre deputado federal e vice-prefeito de Arno Frantz. Além disso, por duas ocasiões foi secretário estadual de Transportes no governo Jair Soares (na década de 80) e secretário de Obras no governo Antônio Brito (na década de 90). No início dos anos 2000, ainda elegeu-se deputado estadual.

No governo de Germano Rigotto presidiu a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) e a Companhia Riograndense de Mineração (CRM) no governo Yeda Crusius. Em 2012 foi eleito prefeito pelo PP, sendo reeleito em 2016. No ano passado, Telmo deixou o PP depois de mais de quatro décadas e assinou a filiação ao PSD.

Os atos fúnebres e o horário de sepultamento ainda não foram informados. Também ainda não há confirmação sobre quem assumirá o cargo de prefeito até o fim do ano. A prefeita eleita de Santa Cruz do Sul, Helena Hermany (PP), renunciou na quinta-feira ao atual cargo de vice-prefeita. A medida foi formalizada em carta entregue à Câmara de Vereadores. Em comunicado à imprensa, Helena informou que tomou a decisão considerando a condição de prefeita eleita e “para ter total foco na preparação do futuro governo, diante do prazo exíguo de transição”.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário