quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Marchezan não apoiará Melo ou Manuela no 2º turno em Porto Alegre

 Em nota oficial, atual prefeito derrotado no pleito afirma que irá focar nas funções executivas e enfrentamento à pandemia de Covid-19



O prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB), terceiro colocado na eleição municipal, anunciou nesta terça-feira que não apoiará nenhuma candidatura à prefeitura de Porto Alegre no segundo turno. Em nota oficial, o tucano citou que, fora do pleito, focará apenas nas funções executivas e ao enfrentamento à pandemia.

No documento divulgado na tarde de terça-feira, Marchezan ressaltou seu trabalho à frente do Paço Municipal nos últimos anos e disse que sua postura contra a “corrupção e a velha política” acabaram lhe prejudicando na tentativa de reeleição. " Enfrentei um processo de impeachment sem que eu tivesse cometido qualquer ilegalidade, uma CPI arbitrária e politiqueira, uma campanha agressiva de todos os adversários e uma renúncia improvável com motivações, no mínimo, questionáveis", afirmou.





O tucano ainda disse que, após o resultado do último domingo, voltou a ser somente o prefeito. "“Tenho uma prefeitura pra administrar, uma pandemia para monitorar e uma cidade para cuidar. E como sempre disse, e fiz, tudo isso está acima de uma eleição. É por isso que, neste segundo turno, não apoiarei pessoalmente nenhum candidato, garantindo uma transição transparente, democrática e republicana.”

Apesar de o apoio do PSDB não ser dado como certo pelo MDB, lideranças do partido têm a expectativa de que o posicionamento seja favorável à campanha de Sebastião Melo (MDB). Os emedebistas acreditam que o bom relacionamento com os tucanos e o apoio a projetos do governador Eduardo Leite possam contar neste momento.

O PSDB de Porto Alegre, em conjunto com a nova bancada, se reúne nesta quarta para definição de uma posição partidária no segundo turno das eleições na Capital.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário