sábado, 24 de outubro de 2020

Cinemas de Porto Alegre registram pouco movimento de público na reabertura

 Com lotação limitada a 30% da capacidade e medidas de segurança, salas da Capital reabriram nesta sexta-feira com baixa adesão



O primeiro dia da reabertura das salas de cinema nos shoppings da Capital foi marcado por fraco movimento nas bilheterias e público abaixo do esperado. Mesmo com lotação limitada a 30% da capacidade total das salas e adoção de uma série de medidas que atendem às determinações do decreto municipal para voltar a funcionar - como uso obrigatório de máscaras -, pouca gente decidiu assistir às opções em cartaz nos cinemas de shoppings.

No Cineflix do Shopping Total, a sessão de reabertura com o filme Scooby contou com a presença de apenas quatro espectadores, apesar de a praça de alimentação - que fica em frente ao cinema - apresentar bom movimento de público. Muitas pessoas chegavam a observar as opções em cartaz e horários dos filmes, mas não compravam ingressos, como a professora Taíse Tranpuscki. Na companhia da filha Mariana, ela avaliava as medidas adotadas pela administração local. "Achei que se for como eles colocaram, com todo esse distanciamento e álcool em gel, parece que vai ser seguro. Por isso estamos avaliando a possibilidade de retornar para poder vir ver algum filme", afirmou.

Após cumprir período de quarentena, as duas decidiram sair um pouco de casa. As medidas implementadas agradaram e passaram segurança para quem visita o shopping. "A gente não tinha vindo desde o início da pandemia. Esta é uma das primeiras vezes que estamos vindo. Achei que está bem seguro, tem álcool em gel espalhado em todos os lugares, nas entradas de lojas, e não está tão cheio", avaliou Taíse, que há sete meses enfrenta o desafio de dar aulas online. "Até isso foi difícil de a gente se dar conta de como faz falta o contato físico com as pessoas. E a gente poder voltar ao cinema parece que a vida está voltando ao normal", completou.

A gerente operacional Cláudia de Fraga Claro explicou que a administração cumpriu todas as exigências do protocolo da prefeitura, como sinalização no piso para distanciamento social de dois metros nas filas e medição de temperatura na entrada. "Também temos tapetes sanitizantes para quando cliente acessar o cinema e ter toda segurança. Nas saídas de sala vamos fazer sanitização das salas e da limpeza", destacou. Todos os colaboradores estão usando máscaras de proteção, que também é exigida para ingressar nas salas. "Alimentos somente poderão ser consumidos quando o cliente estiver sentado no assento", reforçou.

Gerente de marketing do Shopping Total, Silvia Rachewsky ressaltou que desde início da retomada a administração já trabalhava na elaboração de protocolos sanitários. Ela salientou que a cada novo decreto era questionada por clientes sobre quando se daria a reabertura dos cinemas. "As pessoas estão indo mais tranquilas para o shopping. Comparando com começo (da reabertura das atividades), quando ele vinham e faziam o que tinham que fazer, compravam e iam embora, hoje eles vêm, compram, mas circulam com mais tranquilidade"", garantiu.

Apesar do recomeço das sessões ter sido abaixo da expectativa, os próximos dias podem representar melhoria no movimento do público, uma vez que o espaço com jogos e brinquedos - Aze Games - voltará a operar a partir deste domingo. "As pessoas quando ligam para cá perguntam se vai ter filme infantil e quantos têm. Com essa questão das crianças ficarem muito tempo dentro de casa por conta da escola, os pais estão precisando fazer com que os filhos venham, para se tranquilizar mais, socializar, para poder voltar a ser criança", completou. No GNC Praia de Belas, o movimento também ficou abaixo da expectativa, com pouco público nas bilheterias.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário