quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Messi quer rescindir "unilateralmente" seu contrato com o Barcelona

Astro argentino comunicou a direção do time catalão nesta terça-feira sobre sua decisão

O jogador teria manifestado as suas dúvidas durante uma reunião na semana passada com o novo treinador Ronald Koeman

O astro argentino Lionel Messi disse ao Barcelona nesta terça-feira, por meio de um "burofax", usado para envio de documentos urgentes, que deseja "rescindir unilateralmente" seu contrato com o time catalão, disse um porta-voz do clube à AFP.
"Os advogados do jogador enviaram ao clube um burofax onde comunicam o desejo do jogador de rescindir unilateralmente o contrato", disse esta fonte.
O jogador se apoiaria em uma cláusula em seu contrato pela qual poderia sair livremente do Barcelona no final da temporada, mas esta "expirou no último dia 10 de junho" então "o clube considera o contrato em plena vigência até 30 de junho de 2021", disse esta fonte.
Segundo o jornal argentino Olé e a rádio espanhola Cadena Ser, ambas as partes podem se envolver em uma batalha judicial, já que a pandemia do coronavírus alterou o calendário da temporada, que terminou com dois meses de atraso.
"É considerado um primeiro passo para abrir uma negociação visando uma saída, partindo da base de que sua cláusula é de 700 milhões de euros (828 milhões de dólares)", indica o jornal esportivo espanhol Marca.
As especulações sobre uma possível saída de Messi, capitão e símbolo do Barcelona em que chegou aos 13 anos, se multiplicaram desde a dura derrota dos catalães para o Bayern de Munique por 8 a 2 nas quartas de final da Liga dos Campeões.
O jogador teria manifestado as suas dúvidas durante uma reunião na semana passada com o novo treinador Ronald Koeman, a quem teria assegurado que olhava "mais para fora do que para dentro" do clube, segundo a imprensa esportiva espanhola.
O envio do burofax ocorre apenas um dia depois de Koeman, que foi contratado para renovar o elenco, informar o atacante uruguaio Luis Suárez, amigo próximo de Messi, que não contaria com ele na próxima temporada.
O argentino, seis vezes vencedor da Bola de Ouro, recebeu o apoio de seu ex-companheiro de equipe e ex-capitão do Barça, Carles Puyol. "Respeito e admiração, Leo. Todo o meu apoio, amigo", tuitou o ex-zagueiro espanhol.

AFP e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário