domingo, 26 de julho de 2020

Peter Green, ex-guitarrista do Fleetwood Mac, morre aos 73 anos

Segundo familiares, o músico que ficou famoso pela participação na banda de rock estava dormindo quando morreu

Peter Green morreu aos 73 enquanto dormia

Peter Green, vocalista, guitarrista e cofundador do Fleetwood Mac morreu na madrugada deste sábado (25), aos 73 anos, nos Estados Unidos.
Segundo depoimentos dos familiares e advogados do músico, ele estava dormindo e morreu "em paz".
Peter fundou o grupo ao lado de Mick Fleetwood e Jeremy Spencer em 1967. Na banda formada por músicos ingleses e norte-americanos, ele lançou três albuns: Fleetwood Mac (1967), Mr. Wonderful (1968) e Then Play On (1969).
Em seguida, o guitarrista começou a ter problemas mentais com o uso de LSD e foi desligado do projeto.
Em 1970, Green foi morar em uma comunidade hippie em Munique, na Alemanha e depois se engajou em uma carreira solo, que teve início com o disco The End Of The Game (1970), e contou com outros seis álbuns, mas todos ficaram na obscuridade.
Além dos problemas com drogas, Green foi posteriormente diagnosticado com esquizofrenia.
Mesmo nos anos em que lutava para se livrar dos problemas de saúde, ele chegou a colaborar com uma canção para o álbum Tusk, do Fleetwood Mac, e no disco The Visitor, de Mick Fleetwood.
Em 2000, o grupo se reuniu com a presença dele novamente. Entre os anos 70 e o fim da vida, Peter esteve em outros projetos musicais e até saiu em turnês, mas nunca sem igualar o sucesso do Fleetwood.
Em entrevista concedida ao documentário Peter Green: The Man Of The Word, da BBC, ele contou que tomou LSD no máximo nove vezes, mas que os efeitos o atrapalharam por um longo tempo e ele ainda enfrentou problemas financeiros pela falta de sucesso fora da banda.
Influência de músicos como Joe Perry (Aerosmith), Gary Moore, Colin Greenwood (Radiohead), Rich Robinson (The Black Crowes) e Tom Petty, Green foi introduzido ao Hall da Fama do Rock em 1998.
O músico deixa uma única filha, Rosebud, nascida em 1979.


R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário