terça-feira, 14 de julho de 2020

Itália devolve Banksy roubado à França

O quadro é uma homenagem às vítimas dos ataques de novembro de 2015 em Paris

Banksy pintou em 2018 em uma das saídas de emergência do Bataclan

A Itália vai devolver oficialmente à França, nesta terça-feira, um trabalho atribuído a Banksy, uma homenagem às vítimas dos ataques de novembro de 2015 em Paris, roubado em 2019 e recentemente encontrado em uma fazenda perto de Roma. 
O quadro "Bansky's Gate" representa uma garota triste e será exibido no Palácio Farnese, em Roma, que abriga a embaixada francesa na Itália. A data e as condições de retorno à França ainda não foram divulgadas. 
Segundo a agência italiana Agi, a obra pode ser exposta na sede da Unesco em Paris, informações ainda não confirmadas pela agência.
O trabalho do conhecido artista britânico Banksy, um dos mais valorizados da atualidade, foi pintado em 2018 em uma das saídas de emergência do Bataclan, por onde muitos dos espectadores do show do Eagles of Death Metal fugiram durante o ataque terrorista. 
A obra é uma homenagem ao local onde 90 pessoas morreram em 13 de novembro de 2015, em meio a uma série de ataques jihadistas à capital francesa e o subúrbio de Saint-Denis. 
Os ladrões, encapuzados, cortaram a porta onde a obra foi pintada na noite de 25 a 26 de janeiro de 2019, de acordo com câmeras de vigilância.
Postagem de hoje 
Banksy publicou hoje, na sua conta oficial no Instagram, a sua nova obra, feita no metrô de Londres.
O artista é sempre muito discreto, mas no vídeo que compartilhou deixou seu rosto aparecer.
Ele marcou paredes dos vagões com os seus tradicionais ratos e mensagens sobre a pandemia do coronavírus. Banksy aparece usando máscara e a  intervenção foi chamada de "If you don't mask - you don't get".
© Agence France-Presse

AFP e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário