terça-feira, 14 de julho de 2020

Incidentes envolvendo religiosos brasileiros serão tratados na justiça, garante ministro angolano

Declaração de Téte António foi publicada pelo Jornal de Angola

Incidentes envolvendo pastores brasileiros serão tratados na justiça, garante ministro angolano

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, afirmou nessa segunda-feira que os incidentes envolvendo religiosos angolanos e brasileiros no país serão tratados pela Justiça. A informação foi publicada nesta terça-feira pelo Jornal de Angola. 
António participou de uma audiência a portas fechadas com o embaixador do Brasil, Paulino de Carvalho Neto, e depois do encontro falou à imprensa. "Vamos deixar a justiça tratar desta questão", reiterou.  
António destacou destacou ainda que a relação entre Brasil e Angola é muito boa, salientando a existência de acordos de cooperação sólidos e históricos.
A crise começou há mais de três semanas, quando templos e propriedades da Igreja Universal no país africano passaram a ser invadidos por dissidentes angolanos. Religiosos brasileiros foram agredidos e expulsos de suas casas.

Diálogo 

O ministro angolano informou ainda que os dois governos têm mantido, inclusive com o colega brasileiro Ernesto Araújo. A intenção é manter o clima agradável entre as duas nações. "O que acontece em diferentes setores deve ter o seu tratamento, tendo em conta a nossa própria consciência. Temos a responsabilidade de proteger todos os cidadãos, quer sejam angolanos ou estrangeiros que vivam no nosso país", disse. 
António ainda tranquilizou os brasileiros que moram em Angola. O titular das Relações Exteriores local lembrou que Angola e o Brasil têm uma relação histórica e o país sul-americano foi o primeiro a reconhecer a independência angolana. “Essa relação é manifestada de várias formas desde contatos através dos ministros das Relações Exteriores, embaixadores e até ao nível dos chefes de Estado”, salientou. 

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário