sexta-feira, 24 de julho de 2020

Deixa disso, D'Alessandro!

Envaretados têm o péssimo hábito de ver em tudo uma gigantesca conspiração
D’Alessandro perdeu o jogo, envaretou e, sem saber explicar, jogou a culpa em Luciano Hocsman

O Inter queria mais este Gre-Nal do que o Grêmio. No inédito clássico pela Libertadores, em 12 de março, última partida antes da parada pelo coronavírus empatou sem gol na Arena diante de 53.389 pessoas, o time de Coudet foi melhor no primeiro tempo.
Ficou esta impressão. 
Enquanto Renato curtia o Rio, o argentino Coudet estava em Porto Alegre comandando os treinos físicos, e depois táticos, durante os quatro meses de parada.
Isto poderia fazer a diferença.
Cansado de esperar pela volta dos treinos coletivos, Romildo Bolzan meio que havia jogado a toalha afirmando que o título deveria ser dado ao Caxias, campeão do turno.
Não sei se cometeria a mesma sentença fosse o Inter o ganhador. Mas disse.
Pesando tudo, o time foi para o campo do Centenário convicto de um bom resultado.
Perdeu por 1 a 0.
Na minha Garibaldi quando um sujeito perde a estribeira se diz que ele envaretou. 
Envaretados têm o péssimo hábito de ver em tudo uma gigantesca conspiração.
D’Alessandro perdeu o jogo, envaretou e, sem saber explicar, jogou a culpa em Luciano Hocsman.
Surreal, mas verdadeiro.
A acusação de D’Alessandro: “O trabalho, hein! Está feio! E eu sei por que está feio o teu trabalho. O D'Ale fala! Deixa de se parcial, Deixa de ser parcial, hein!" O destino da acusação: o jovem Luciano Hocman, presidente da FGF, filho do querido Zelinho, de grandes serviços prestados ao Grêmio como dirigente em várias gestões.
Luciano irá repetir a saga de Noveletto, agora trocando de cor.  A FGF mudou o estatuto, não permitindo que o presidente seja conselheiro de Inter ou Grêmio. Noveletto foi conselheiro colorado e Luciano do Grêmio. Qualquer insinuação é leviandade. Se o Inter acredita que perdeu por causa da FGF esta vendo pelo em ovo.
O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Junior, torcedor do Grêmio, tira o Gre-Nal do estádio Beira-Rio. Luciano Hocsman marca o jogo para Caxias. O governador Eduardo Leite só assiste porque é torcedor do Brasil de Pelotas. O prefeito de Caxias, Flávio Guido Cassina, lava as mãos porque torce pelo Juventude. 
Os quero-queros de Garibaldi entendem que o Inter conspirou contra o Inter. Musto jogou contra e por pouco o time não levou 2 a 0. Na frente, a equipe arrodeou, arrodeou  e... arrodeou. Em tempo: a camisa do Guerrero não está muito apertada. Conspiração? Teve, contra o Grêmio. Daniel Bins não expulsou Musto no primeiro tempo.



Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário