domingo, 19 de julho de 2020

Aumento da temperatura faz meta do Distanciamento Social cair em Porto Alegre

Capital está com apenas 39,5% na manhã deste sábado

Movimento voltou a aumentar no Centro de Porto Alegre

A manhã ensolarada deste sábado foi marcada em Porto Alegre não apenas pelo aumento agradável da temperatura, mas também por duas tristes constatações. A Capital atingiu os 200 mortos pela Covid-19, que já tem pouco mais de 6,1 mil casos oficialmente registrados, e está com a meta de Distanciamento Social em apenas 39,5% ao invés de pelo menos 55%. No domingo passado, quando teve chuva, o índice foi de 60,1% e depois ficou na segunda-feira com 43,8%, na terça com 45,1%, na quarta com 43,9%, na quinta com 47,8% e na última sexta-feira com 39,5%. O aumento do isolamento social tem ocorrido sobretudo quando as condições climáticas estão mais adversas, como chuva e frio intenso. 
Conforme a Prefeitura de Porto Alegre, o caso número 200 foi registrado na noite de sexta-feira com um paciente, de 80 anos, com histórico de hipotireoidismo, que estava internado no Hospital Vila Nova desde o dia 10 deste mês. Na mesma noite, o prefeito Nelson Marchezan Júnior havia feito um apelo aos porto-alegrenses para que respeitem o isolamento social e evitem o lockdown, ou seja, o fechamento total da cidade, além de alertar que os hospitais estavam no limite da capacidade de atendimento dos casos da Covid-19. 
A reportagem do Correio do Povo percorreu na manhã deste sábado as principais zonas comerciais da cidade e também parques e praças. No Centro, a rua Voluntários da Pátria novamente estava com intenso movimento, sendo que algumas lojas operavam com as portas semiabertas. No Mercado Público, impedido de abrir por decreto municipal, uma pequena aglomeração podia ser vista nos portões para a compra à distância dos produtos ou retirada de mercadorias. O desejo de todos é que o local fosse liberado a exemplo dos supermercados. Na Assis Brasil também estava com o público menor, enquanto a Azenha encontrava-se mais vazia.
A Guarda Municipal mobilizou cerca de 40 agentes neste final de semana para orientar e coibir aglomerações. A Orla Moacyr Scliar permanece interditada. Já a Redenção destoou com muitos frequentadores caminhando pelas alamedas e sentados nos bancos, sendo que nem todos usavam máscaras de proteção. Nas feiras ao ar livre, como na Rótula do Papa e na avenida José Bonifácio, ao lado da Redenção, as pessoas aproveitaram para comprar e repor os estoques de verduras, frutas e legumes, entre outros alimentos. As bancas estavam distantes uma das outras. Já o público respeitava mais as regras de prevenção, como a utilização de máscaras e do álcool gel disponível.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário