quinta-feira, 18 de junho de 2020

Golpe virtual simula e-mail da Caixa para roubar dados

por Marina Cardoso
1_lustragolpepg9-17746659.jpg
De olho na renda emergencial, fraudadores pedem por e-mail que trabalhador atualize dados do aplicativo da Caixa Econômica. Fique ligado e não caia nessa!
Desde o anúncio do auxílio emergencial de R$ 600 para amenizar a crise provocada pelo coronavírus (Covid-19), criminosos tentam se aproveitar do desespero dos trabalhadores para aplicar inúmeros golpes. O dfndr lab, laboratório de segurança digital da PSafe, detectou que todo as fraudes já atingiram mais de 13 milhões de acessos e compartilhamentos. A mais recente delas é o pedido, por e-mail, para atualizar o aplicativo da Caixa Econômica Federal criado de cadastro para receber a renda básica. Por conta disso, é preciso ter atenção para não cair no golpe. 
Ao receber e-mail como esse, a primeira coisa a ser feita é analisar o remetente para verificar se é confiável. Há risco de os golpistas roubem dados pessoais e financeiros das vítimas. De acordo com Cecilia Pastorino, pesquisadora em Segurança da Informação da ESET, na maioria dos casos não coincide com e-mail oficial de uma instituição. "Nenhuma instituição oficial usará serviços gratuitos de e-mail. No entanto, em alguns casos, os invasores usam técnicas de falsificação de remetentes e as mensagens parecem vir de endereço confiável. Em todo o caso, se houver anexos ou links desconfie e exclua imediatamente o e-mail", explica. 
Apenas execute os procedimentos e insira informações em sites oficiais e confiáveis. "Digite a URL na barra de endereços ou acesse por meio de link já salvo nos favoritos. É muito comum que anúncios, e-mails e mensagens levem a sites fraudulentos que, à primeira vista, parecem exatamente iguais aos originais, portanto, é preferível evitar esses links e acessar o site oficial manualmente", orienta. 
É importante usar filtros antispam, antivírus e proteção de e-mail para filtrar mensagens fraudulentas. "É sempre bom ter ambiente seguro. Isso inclui o uso de dispositivo protegido com alguma ferramenta de segurança, com todos os patches e atualizações de segurança instalados e de rede confiável, como a rede doméstica ou do escritório", finaliza a especialista.
Pagamento de outra etapa da renda básica
A Caixa Econômica começou ontem a pagar a primeira parcela do auxílio para uma nova leva de trabalhadores. São mais 4,9 milhões de pessoas que terão a renda creditada. No total, serão mais R$ 3,2 bilhões liberados.
Inicialmente, os beneficiários recebem os recursos apenas para o pagamento de contas, de boletos e para fazer compras por meio de cartão de débito virtual ou QR Code. Hoje, os beneficiários nascidos de julho a dezembro podem movimentar valores pelo Caixa Tem.
Já os saques e transferências seguem outro calendário. O início das retiradas será em 6 de julho para nascidos em janeiro. No dia seguinte, 7 de julho, será a vez dos nascidos em fevereiro. E assim em diante, incluindo os sábados, até o dia 18 de julho, para os nascidos em dezembro.
Fonte: O Dia Online - 17/06/2020 e SOS Consumidor

Nenhum comentário:

Postar um comentário