AdsTerra

banner

domingo, 24 de setembro de 2023

Temporal afeta atividades de moradores das ilhas, em Porto Alegre

 Conforme a prefeitura, 26 pessoas permanecem hoje nos dois abrigos temporários montados pela Fasc

Novo temporal deste sábado afetou mais uma vez as atividades dos moradores das ilhas 

O novo temporal registrado na manhã deste sábado afetou mais uma vez as atividades dos moradores das ilhas de Porto Alegre, já que o Guaíba, que ensaiava uma estabilidade, subiu novamente. Conforme a prefeitura, 26 pessoas permanecem hoje nos dois abrigos temporários montados pela Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) no Arquipélago.

Do total, 11 estavam abrigadas na Escola Estadual Alvarenga Peixoto, na Ilha Grande dos Marinheiros, e outras 16 na Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem, na Ilha da Pintada. Na Pintada, o serralheiro José Cláudio Macedo pôs um barco construído por ele próprio na Avenida Presidente Vargas. O pátio dele estava coberto de água e a embarcação é geralmente utilizada para passeios com a neta ou pescaria no Guaíba.

“Se colocar ele aqui na rua para andar, ele vai. Ainda não soube de ninguém que pegou peixes aqui dentro da ilha, eles não vêm porque os pátios são fechados. Se fossem abertos, seria possível”, afirmou ele. Macedo ainda comentou que os moradores locais precisam de doações de botas. Ali perto, diversos motoristas optaram retornar, não encarando a água na avenida.

Segundo a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), a linha de ônibus 718 (Ilha da Pintada/Centro) retornou na manhã de hoje ao terminal na rua Marinheiros, junto ao Estaleiro Mabilde, pela redução no nível da água. Outros pontos, como a avenida Nossa Senhora da Boa Viagem, continuavam cobertos pelo alagamento, o mesmo acontecendo em muitos trechos da rua Nossa Senhora Aparecida, na Ilha Grande dos Marinheiros.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário