AdsTerra

banner

domingo, 17 de setembro de 2023

Barcelos, onde caiu avião no AM, é destino internacional de pesca

 Doze turistas e dois tripulantes morreram em queda neste sábado

Doze turistas e dois tripulantes morreram em queda neste sábado 

Doze turistas e dois tripulantes morreram na tarde deste sábado, 16, após a queda de um avião de pequeno porte em Barcelos, no interior do Amazonas. O município é um dos principais destinos internacionais de pesca esportiva e recreativa do País, buscado por visitantes brasileiros e estrangeiros, e a temporada atual havia acabado de começar.

O voo era destinado a levar turistas para pescar no Alto Rio Negro. Uma chuva intensa atingia a região no momento do acidente, o que havia motivado duas aeronaves a desistirem do pouso e retornar a Manaus pouco antes. Autoridades locais garantem que o aeroporto é seguro para voos de menor porte, mas os motivos do acidente estão em investigação.

O município está localizado a cerca de 400 quilômetros de Manaus, ao norte do Estado, no Alto Rio Negro. O destino ecoturístico é buscado por acumular recordes de grandes tucunarés (que podem superar um metro de comprimento) e pelos peixes ornamentais em geral. Barcelos reúne cerca de 700 ilhas e é o segundo maior município do País. Os operadores de turismo locais chegam a oferecer serviços com barco-hotéis, com roteiros de dias.

A alta temporada da pesca desportiva acabou de começar, e se estende anualmente de setembro a março. No começo deste mês, o governo estadual anunciou a expectativa de atrair mais de 30 mil turistas, do Brasil e do exterior, para a pesca esportiva da atual temporada. A Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur) estima que Barcelos concentra quase metade do turismo de pesca do Estado e que a temporada atual vai movimentar R$ 500 milhões, direta e indiretamente.

Queda de avião será investigada

O avião tinha autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operação como táxi aéreo e a situação de aeronavegabilidade era considerada normal. Em nota, a agência disse lamentar o acidente.

Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que investigadores do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) foram acionados para avaliar a queda da aeronave de matrícula PT-SOG. Era um modelo Embraer EMB-110 Bandeirante, com capacidade para transportar até 18 passageiros. A Polícia Civil também vai investigar o caso.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil), lamentou o acidente nas redes sociais. "Nossas equipes estão atuando, desde o primeiro momento, para prestar o apoio necessário. Aos familiares e amigos, minha solidariedade e orações", escreveu em rede social.

Agência Estado e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário