AdsTerra

banner

sexta-feira, 1 de setembro de 2023

Acampamento Farroupilha começa nesta sexta ainda sem alvará definitivo

 Corpo de Bombeiros volta ao Harmonia e espera liberar documentação até o fim da tarde



Acampamento Farroupilha de Porto Alegre começa, nesta sexta-feira, no Parque Harmonia, embora o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS) ainda não tenha liberado o alvará do evento em definitivo. A corporação vistoriou o complexo, nesta quinta, mas parte das estruturas ainda não havia se adequado. Nas áreas comuns, os bombeiros também apontaram falta de extintores. Com isso, os militares voltarão ao parque no início da tarde desta sexta.

O acampamento segue até 20 de setembro, com expectativa de superar a visitação do ano anterior, com 1,4 milhão de pessoas. A Divisão de Segurança Contra Incêndio (DSCI) do Corpo de Bombeiros inspeciona os galpões para a emissão dos Planos temporários de Prevenção contra Incêndio (PPCIs). Doze bombeiros fazem esse trabalho.

Também foram avaliados o Palco Principal, o Pavilhão de Artesanato e os espaços de comércio onde vão funcionar lojas, bares, churrascarias e outros restaurantes. Entre os detalhes checados, a existência de saídas de fuga, extintores de incêndio e a iluminação de emergência, além das instalações de gás e a distância mínima entre os piquetes.

Naqueles onde foram identificados itens em desacordo com a legislação, os responsáveis foram orientados a como fazer as correções. O Corpo de Bombeiros reforça que só emite o alvará do evento quando todas as instalações, incluindo áreas comuns e piquetes, tiverem se regularizado.

Em nota, o CBMRS informou, na noite desta quinta, que cerca de 200 estruturas já se adequaram. Com isso, a corporação estima que a liberação do alvará ocorra até o fim da tarde desta sexta.

No ano passado, dois piquetes pegaram fogo durante o Acampamento, à noite. Ninguém se feriu, mas o caso serviu de alerta para que os tradicionalistas mantenham o espaçamento, impedindo que, em caso de incêndio, as chamas se alastrem.

Rádio Guaíba e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário