quinta-feira, 22 de dezembro de 2022

Veja como os deputados gaúchos votaram na PEC do estouro

 Levantamento leva em consideração os 1º e 2º turnos

A Câmara do Deputados concluiu a votação da PEC do estouro, projeto de lei que permite a gestão do próximo presidente, de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), exceder em R$ 145 bilhões o teto de gastos. Os valores, segundo equipe de transição, servem para garantir o pagamento do Bolsa Família/Auxílio Brasil em R$ 600, com o adicional de R$ 150 rais por filho, além de outros programas assistênciais, como Farmácia Popular.

O texto foi aprovado em primeiro turno na noite de terça-feira, com 331 favoráveis e 168 contrários; e em segundo turno, na tarde desta quarta-feira, com 331 favoráveis e 163 contrários. A bancada gaúcha na Câmara repetiu a votação nos dois turnos, com exceção do deputado Marlon Santos (PL) que não esteve presente na primeira parte. Com uma margem de cinco votos, os deputados gaúchos votaram majoritariamente contra a PEC. 

Confira como cada um votou: 

NÃO (18)

Afonso Hamm (PP)
Alceu Moreira (MDB)
Bibo Nunes (PL)
Carlos Gomes (Republicanos)
Covatti Filho (PP)
Daniel Trzeciak (PSDB)
Danrlei (PSD)
Giovani Cherini (PL)
Jerônimo Goergen (PP)
Liziane Bayer (Republicanos)
Lucas Redecker (PSDB)
Marcel van Hattem (Novo)
Marcelo Moraes (PL)
Marlon Santos (PL)* 
Onyx Lorenzoni (PL)
Osmar Terra (MDB)
Pedro Westphalen (PP)
Sanderson (PL)

*Votou apenas no segundo turno. No primeiro, não votou.

SIM (13)

Afonso Motta (PDT)
Bohn Gass (PT)
FernandaMelchionna (PSOL)
Giovani Feltes (MDB)
Heitor Schuch (PSB)
Henrique Fontana (PT)
Márcio Biolchi (MDB)
Marcon (PT)
Maria do Rosário (PT)
Maurício Dziedrick (Podemos)
Nereu Crispim (PSD)
Paulo Pimenta (PT)
Pompeo de Mattos (PDT)


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário