sábado, 24 de dezembro de 2022

Vancouver se cobre de branco

 Transtornos pelas nevascas na América do Norte

Jurandir Soares

As notícias do mundo falam em queda de volume extraordinário de neve tanto na Rússia como nos Estados Unidos. No Canadá não tem sido diferente. E até em Vancouver, onde me encontro, que tradicionalmente é uma das cidades menos frias do país, está coberta de neve e com temperatura que chegou nesta terça e quarta-feira a 7 graus negativos. Este fato traz consigo a beleza e os transtornos. A beleza é extraordinária. Estou aqui em meio àqueles cartões postais natalinos, próprios dos países do Norte. E, apesar de arredio ao frio, aproveito para curtir o que a ocasião oferece. Como, por exemplo, um espetáculo de luzes realizado no Jardim Botânico. Todos os meses de dezembro, durante o Festival das Luzes, o Jardim Botânico VanDusen de Vancouver transforma-se em uma terra de contos de fadas. Iluminações coloridas são surpreendentes. O evento apresenta mais de 1 milhão de luzes espalhadas por cerca de 6 hectares do Jardim Botânico. Estima-se que cerca de 110 mil pessoas vêm vê-lo todos os anos.

E por falar em Natal, a data é marcada aqui com muita decoração pelas casas e lojas. Em Vancouver Norte, onde mora meu filho Tiago, chega a haver concorrência entre os moradores para ver quem faz decoração natalina mais incrementada. Tem ruas que se destacam, como acontecia com a Tauphick Saadi, em Porto Alegre, tempos atrás. Nos últimos dias o colorido das lâmpadas foi sufocado pelo branco da neve. Um branco que cobre telhados, automóveis estacionados, jardins, ruas e avenidas. E aí que vem o aspecto transtorno. Nesta terça-feira o acúmulo de neve chegou a meio metro de altura. Quanto às ruas e avenidas não há maiores problemas, primeiro, porque as máquinas do município se põe logo a patrolar a neve. Segundo, porque os veículos, de um modo geral, são preparados para enfrentar este tipo de situação, bastando em muitos casos apenas trocar os pneus por aqueles adaptados à estação. Fica, evidentemente, o transtorno para o morador, que precisa arredar a neve que se acumular à entrada de sua casa ou de sua garagem. Mas, para isto também existe o equipamento necessário, o que leva o morador a aproveitar para se exercitar.

Enfim, estamos vivendo uma experiência extraordinária cujo ápice deve acontecer neste próximo sábado com as festas de Natal. Enquanto isto, vamos curtindo esta neve que chegou antecipadamente, pois as grandes precipitações se dão normalmente em janeiro. Esta antecipação, no entanto, está sendo saudada por todos, especialmente para incrementar o clima natalino, cobrindo de branco a árvore de 23 metros de altura situada no centro da cidade à espera do Papai Noel, que aqui é chamado de Santa 


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário