sábado, 24 de dezembro de 2022

Justiça apreende jatinho de Wesley Safadão

 A aeronave de luxo que estava em posse do cantor foi apreendida e teve uso bloqueado pela Justiça em meio ao impasse sobre a propriedade do veículo

O jatinho de luxo que estava em posse de Wesley Safadão foi apreendido e teve uso bloqueado pela Justiça em meio ao impasse sobre a propriedade do veículo. A aeronave foi pedida em uma ação movida por um grupo de investidores lesados pelo empresário Francesley da Silva, conhecido como "Sheik dos Bitcoins", para ressarcimento das dívidas.

No entanto, de acordo com a assessoria do cantor, em nota enviada ao Estadão, o cantor é "mais uma vítima dessa operação" e foi "surpreendido pela decisão". O posicionamento também diz que eles [o cantor e seus sócios] financiaram a compra do avião.

Leia a nota na íntegra:

"A WS Shows é mais uma vítima dessa operação. Buscando antecipar notícias e afastar indevidas conclusões sobre o caso, esclarecemos que os sócios da WS Shows também acreditaram ser uma boa oportunidade de negócio, e assim que identificaram fragilidades, correram atrás de desfazer tudo, conseguindo minimizar o prejuízo investindo mais dinheiro com a compra do avião, inclusive pegando financiamento com o Banco do Brasil S/A. A WS Shows foi surpreendida com a recente decisão que determinou o bloqueio do jato, porém já está nas mãos da Justiça para que tudo seja resolvido da melhor e mais justa forma."

Investigação

Francisley Valdevino da Silva, conhecido como "Sheik dos Bitcoins", é investigado por ser suspeito de comandar uma organização criminosa de fraudes com criptoativos no Brasil e no exterior. Em novembro, durante a Operação Poyais, a polícia concluiu que o grupo também confeccionava e comercializava plataformas e sistemas virtuais para terceiros interessados na prática de crimes semelhantes. Ele está preso.


Agência Estado e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário