terça-feira, 27 de dezembro de 2022

Emiliano Martínez tatua taça da Copa na perna que fez defesa decisiva na final

 Goleiro foi um dos principais nomes da Argentina na conquista do Mundial no Catar

O goleiro Emiliano "Dibu" Martínez imortalizou a conquista da Copa do Mundo do Catar com uma tatuagem. Um dos principais nomes da seleção argentina, ele fez o desenho da taça na perna esquerda com a frase "Que a paixão te leve à glória". A escolha do local não foi por acaso. Foi com ela que Martínez fez a defesa decisiva na final do Mundial em chute forte do francês Kolo Muani. Segundos antes do lance, jogadores da França no banco de reservas chegaram a entrar no gramado para comemorar e se frustraram com a defesa.

Na última quinta-feira, "Dibu" Martínez foi recebido como um herói em sua cidade natal, Mar del Plata. Após ganhar a Copa, a seleção argentina retornou ao seu país e celebrou o título com sua torcida. "É a primeira vez que vejo essa loucura no país. Conquistar o tri não é um orgulho só pra mim, mas para todos. Agora quero ganhar o tetra", afirmou na Mar del Plata Arena Fest, conforme relatou o jornal argentino <i>Olé</i>.

"Quando comecei a jogar pela seleção, meu sonho era trazer um título para minha cidade. Ganhamos a Copa América, a Finalíssima e o Mundial do Catar", disse o goleiro de forma emocionada. "É algo maravilhoso, um goleiro receber esse tipo de reconhecimento. Quase sempre, isso é algo só dado aos atacantes."

Suas comemorações efusivas e provocativas tem gerado polêmica na França. No vestiário da final, ele pediu "um minuto de silêncio" para o francês Mbappé. Não contente, ainda segurou uma boneca com o rosto do astro francês.

A Federação Francesa de Futebol reclamou do "exagero". Noel Le Graet, presidente da entidade, enviou carta à Associação do Futebol Argentino se queixando do comportamento dos atletas adversários. Campeão mundial em 1998, Patrick Vieira também reprovou as atitudes.

"Acho que algumas das fotos que vi do goleiro argentino tiram um pouco do brilho do que a Argentina conquistou na Copa do Mundo", afirmou Vieira, antes de detonar a postura provocativa de Dibu Martínez.

"Eu acho que eles não precisavam disso. Mas, às vezes você não pode controlar as decisões emocionais das pessoas. Acho que foi uma decisão estúpida de Martínez fazer isso", disse, indignado.


Agência Estado e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário