quarta-feira, 7 de dezembro de 2022

Bounou brilha nos pênaltis, e Marrocos avança para as quartas da Copa do Mundo

 Após empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, os africanos venceram a Espanha por 3 a 0 nas penalidades

Lucas Mello

Marrocos fez história nesta terça-feira. Após empatar por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, os africanos venceram a Espanha nos pênaltis por 3 a 0, no estádio da Cidade da Educação, e estão nas quartas de final da Copa do Mundo pela primeira vez na história. Destaque para o goleiro Bounou, que defendeu duas penalidades.

Agora, os marroquinos encaram Portugal, que amassou a Suíça. Já a Espanha repete o Mundial de 2018 e é eliminada das oitavas de final nos pênaltis.

Espanha com a bola, Marrocos mais vertical

Como esperado, a Espanha começou com mais posse de bola, mas tinha dificuldades para criar oportunidades de gol. O Marrocos, por sua vez, marcava bem atrás e buscava explorar os contragolpes. Em uma dessas jogadas, aos 9, Boufal foi derrubado na intermediária. Hakimi cobrou a falta por cima do gol de Unai Simón. A bola passou com perigo.

A primeira oportunidade da Espanha só aconteceu aos 24. Após erro de Bounou na saída de bola, Ferran Torres recebeu e ajeitou para Gavi, que finalizou para grande defesa do goleiro marroquino. Porém, o lance já estava parado por impedimento do ataque espanhol. Dois minutos depois, Asensio recebeu em profundidade, invadiu a área e finalizou na rede pelo lado de fora.

Aos 32, Mazraoui recuperou a bola de Ferran Torres no campo de ataque e soltou a bomba de perna esquerda. O goleiro Unai Simón fez a defesa em dois tempos.

Mais vertical no jogo, os africanos levaram perigo em duas chegadas na reta final do primeiro tempo. Aos 41, Boufal entortou a marcação pelo lado esquerdo e cruzou para Aguerd, que ganhou da marcação e desviou de cabeça para fora. Um minuto depois, Ziyech completou cruzamento da esquerda e Laporte fez o corte providencial.

Pressão espanhola não fura bloqueio

Com o mesmo cenário da etapa inicial, a Espanha rodava muito a bola e tentava encontrar espaço na defesa marroquina. Aos 9, em cobrança de falta, Asensio rolou e Dani Olmo soltou a bomba de direita. O goleiro Bounou tirou de soco para fora da área.

Para tentar mudar a característica do ataque, o técnico Luis Enrique optou pela entrada do centroavante Morata no lugar de Asensio — Soler entrou no lugar de Gavi. Na primeira jogada, o camisa 7 espanhol invadiu a área pela esquerda, mas Aguerd deu um carrinho perfeito na bola e cortou.

O jogo ficou morno, sem nenhuma das equipes conseguindo criar chances de gol. Enquanto a Espanha trocava passes na intermediária, o Marrocos não conseguia mais encaixar os contra-ataques. Aos 32, Dani Olmo pegou a sobra na entrada da grande área e finalizou muito mal, longe da meta de Bounou.

Na reta final, a Espanha pressionou e criou duas oportunidades. Aos 36, Nico Williams acionou Morata. O camisa 7 invadiu a área e finalizou cruzado. A bola atravessou toda a área e não tinha nenhum jogador espanhol para completar. Na última chegada, aos 49, Dani Olmo cobrou falta lateral direto para gol. O goleiro Bounou voou e espalmou para fora.

Tudo igual na prorrogação

A pressão espanhola seguiu na prorrogação. Aos 9, Morata fez boa jogada pela esquerda e cruzou na área. A zaga de Marrocos afastou de qualquer maneira. Mas foram os africanos que criaram a melhor oportunidade do gol do confronto. Aos 13 minutos, Cheddira recebeu em profundidade dentro da área e finalizou para grande defesa de Unai Simón.

O segundo tempo seguiu na mesma tônica. A Espanha com mais posse de bola e o Marrocos saindo nos contragolpes. Em um desses, aos 9 minutos, Cheddira recebeu em profundidade, ganhou de Rodri na corrida, mas se enrolou todo e perdeu a chance de marcar o gol. Na última chance da prorrogação, Saravia recebeu belo cruzamento e finalizou de direita já sem ângulo. A bola resvalou na trave direita e não entrou.

Bounou brilha

Nos pênaltis brilhou a estrela de Bounou. O goleiro marroquino defendeu as penalidades de Soler e Busquets. Sarabia ainda acertou a trave. Pelo lado de Marrocos, Sabiri, Ziyech e Hakimi marcaram. Benoun parou em Unai Simon. Vitória marroquina por 3 a 0 e vaga nas quartas de final do Copa do Mundo pela primeira vez na história.

Copa do Mundo 2022 - Oitavas de final

Marrocos 0 (3)
Bounou; Hakimi, Aguerd (El Yamiq), Saiss e Mazraoui (Attiat-Allah); Amrabat, Ounahi (Benoun) e Amallah (Sabiri), Ziyech, Boufal (Ez Abde) e En-Nesyri (Cheddira). Técnico: Walid Regragui

Espanha 0 (0)
Unai Simón; Llorente, Rodri, Laporte e Jordi Alba (Baldé); Sergio Busquets, Pedri e Gavi (Soler); Dani Olmo (Ansu Fati), Ferrán Torres (Nico Williams/Sarabia) e Asensio (Morata). Técnico: Luis Enrique

Cartões amarelos: Saiss (M); Laporte (E);
Árbitro: Fernando Andrés Rapallini (Argentina-Fifa)
Assistentes: Juan Pablo Belatti (Argentina-Fifa) e Diego Yamil Bonfá (Argentina-Fifa)
VAR: Mauro Vigliano (Argentina-Fifa)
Data e hora: 06/12, terça-feira, às 12h
Local: Estádio Cidade da Educação, em Doha (QA)


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário