domingo, 25 de dezembro de 2022

Bolsonaro sanciona lei com liberação de R$ 31,4 milhões e emissão de passaportes é retomada

 Mais de 100 mil pessoas aguardam emissão de documentos, que foi suspensa em 19 de dezembro por falta de recursos

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou a Lei nº 14.490/2022 abrindo crédito suplementar de R$ 31,4 milhões para a Polícia Federal e foram retomadas, neste sábado (24), a emissão de passaportes. Mais de 100 mil pessoas aguardam a emissão de novos documentos desde 19 de novembro, quando foram suspensos pela PF por falta de recursos.

Em 15 de dezembro, um projeto de lei foi aprovado no Congresso Nacional remanejando recursos da União e, segundo o ministro da Justiça, Anderson Torres, os R$ 31.471.342 já foram liberados e a confecção de passaportes já foi retomada neste sábado (24). Os passaportes solicitados entre 1º e 22 de dezembro serão produzidos gradativamente. 

A liberação do recurso foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União desta sexta-feira (23). Além do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a nova lei remaneja recursos para os ministérios da Educação, Saúde, Infraestrutura, Comunicações, Desenvolvimento Regional, Cidadania e Agricultura no valor total de R$ 596,2 milhões.

Emissão de passaportes

A emissão de passaportes foi suspensa em novembro, mas o agendamento on-line do serviço e o atendimento nos postos da PF continuaram funcionando normalmente. No início de dezembro, um crédito liberado pelo governo federal no valor de R$ 37 milhões permitiu a emissão de passaportes para quem tinha agendamento até 1º de dezembro.

Quem pretende visitar países da União Europeia, da Ásia e da África e os Estados Unidos, por exemplo, precisa do passaporte para entrar nos territórios. Nos países do Mercosul, porém, os visitantes podem entrar portando o documento de RG (Registro Geral).


R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário