terça-feira, 27 de dezembro de 2022

Antes do recesso, Assembleia do RS reajusta verbas de gabinete

 Percentual é de cerca de 26% nos custos como indenização veicular e passagens aéreas

Mauren Xavier

Antes do início do recesso parlamentar, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado aprovou o reajuste em cerca de 26% das verbas de gabinete. Os novos valores entram em vigor em 1º de janeiro de 2023. A ampliação dos gastos foi assinada no dia 21 de dezembro, quarta-feira passada, e publicada na edição da sexta-feira do Diário Oficial da Assembleia. 

A ampliação dos custos é dividida de acordo com o perfil do gabinete. Por exemplo, a cota para parlamentares passa de R$ 14,8 mil para aproximadamente R$ 18,7 mil. No caso dos integrantes da Mesa Diretora e dos Líderes de Bancada e de Partido, o reajuste é o mesmo e os valores sobem de R$ 16,6 mil para algo em torno de R$ 20,9 mil.

Os gabinetes dos vice-líderes de bancada e de partido também têm valores diferenciados, assim como as coordenadorias de bancada e as comissões permanentes e temporárias. 

A primeira secretaria da Mesa é responsável pelo estudo que embasa o aumento. Atualmente o cargo é ocupado pelo deputado Elizandro Sabino (PTB). Ele foi procurado, mas ainda não retornou. 

O valor serve para custear as despesas com material de expediente, telefone, faz, telex, postagem, cópias, locação de veículos, indenização de uso particular de veículo, serviços gráficos e impressos, jornais e revistas e passagens aéreas, entre outros. 

No ano passado, os deputados também tentaram elevar o valor da verba de gabinete. Na ocasião, foi proposto um reajuste de mais de 100%. Diante da mobilização de um grupo de deputados, a resolução foi revogada. 

Confira documento na íntegra:


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário