quinta-feira, 10 de novembro de 2022

"Gigante onda vermelha não aconteceu", diz Biden sobre republicanos

 Presidente dos Estados Unidos falou com jornalistas nesta quarta-feira sobre as eleições de meio de mandato


O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, convocou uma coletiva nesta quarta-feira para comentar sobre as eleições de meio de mandato, realizadas na última terça-feira em todo o país. Biden, do Partido Democrata, começou o discurso alfinetando os republicanos, que esperavam dominar o 'midterm', segundo pesquisas realizadas antes das eleições. Apesar de projeções apontarem para uma grande vitória do partido de Donald Trump na Câmara dos Representantes, a 'derrota azul' foi menor do que se esperava.

"A gigante onda vermelha não aconteceu", destacou Biden aos jornalistas. O presidente também ressaltou a grande participação dos eleitores norte-americanos no pleito. De acordo com o mandatário, a democracia do país esteve em risco nos últimos anos, mas as eleições mostraram, mais uma vez, a essência do povo dos EUA.

"Foi um bom dia para a democracia. A democracia foi desafiada nos últimos tempos, mas, com os votos, o povo americano mostrou quem realmente é." Biden também fez questão de destacar que o 'midterm' — considerado por especialistas como uma avaliação do governo no poder — de 2022 foi o melhor para um presidente desde 1986. "Alguns bons democratas não venceram ontem, mas outros democratas tiveram uma ótima noite", disse o presidente.

Sobre pautas consideradas mais progressistas nos EUA, Biden reforçou o desejo de interromper a vende de rifles no país. "Ainda quero banir armas de assalto, vou tentar isso com toda força".

Visto por eleitores como o ponto mais crítico do governo de Biden, a economia norte-americana foi exaltada pelo mandatário. O democrata reforçou que, após o país passar pela pandemia do novo coronavírus, a taxa de desemprego caiu de 6,4% para 3,7% — a menor em 50 anos. "Estou preparado para trabalhar com meus colegas republicanos e espero que eles estejam preparados para trabalhar comigo", ressaltou Biden. "Eu vou dar tudo que posso para reunir as pessoas".


R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário