sexta-feira, 18 de novembro de 2022

BABACAS ARREPENDIDOS

 CARTA ABERTA

Li, sem qualquer surpresa, a CARTA ABERTA assinada pelos -economistas- Arminio Fraga, ex-presidente do Banco Central, Edmar Bacha, ex-presidente do BNDES, e Pedro Malan, ex-ministro da Fazenda, cujo teor dá a dimensão exata da BABAQUICE que cometeram, não apenas por apoiar, de corpo e alma, a candidatura do LulaLadrão como imaginar que o -eleito- defendia um PLANO ECONÔMICO bem melhor do que o atual, que vinha sendo proposto e muito bem executado pelo ministro Paulo Guedes e sua ótima equipe. 

PROBLEMAS MAIORES

Os surpresos -ECONOMISTAS-BABACAS, iniciam a CARTA dizendo que ressaltam que o DESAFIO é tomar providências que NÃO CRIEM PROBLEMAS MAIORES DO QUE O PAÍS JÁ ENFRENTA. Como tal, 1- a ALTA DO DÓLAR E A QUEDA DA BOLSA, não são produto da ação de um grupo de especuladores mal-intencionados; 2- a RESPONSABILIDADE FISCAL, não é um obstáculo ao nobre anseio de responsabilidade social; 3- o TETO DE GASTOS, não tira dinheiro da educação, da saúde, da cultura, para pagar juros a banqueiros gananciosos. Não é uma conspiração para desmontar a área social. Que tal?

FRANQUEZA ACACIANA

De forma acaciana, os -traídos- deram a seguinte dica ao LulaLadrão: - UMA ECONOMIA DEPENDE DE CRÉDITO PARA FUNCIONAR. E O MAIOR TOMADOR DE CRÉDITO É O GOVERNO. No Brasil o GOVERNO PAGA TAXAS DE JUROS ALTÍSSIMAS porque não é percebido como um BOM DEVEDOR. Seja pela via de um eventual CALOTE DIRETO, seja através da INFLAÇÃO, como ocorreu recentemente. O mesmo receio que afeta as TAXAS DE JUROS. Imagino que seja motivo de grande frustração ver isso tudo. Será que o seu histórico de disciplina fiscal basta? A verdade é que os DISCURSOS E NOMEAÇÕES RECENTES E A PEC ora em discussão sugerem que NÃO BASTA. Desculpe-nos a franqueza.

OS SINDICATOS SABEM

Mais: - É preciso que se entenda que OS JUROS, O DÓLAR E A BOLSA são o produto das ações de todos na ECONOMIA, DENTRO E FORA DO BRASIL, SOBRETUDO DO PRÓPRIO GOVERNO. Muita gente é séria e trabalhadora, presidente.


Mais ainda: - É preciso que não nos esqueçamos que DÓLAR ALTO SIGNIFICA ARROCHO SALARIAL, causado pela INFLAÇÃO que vem a reboque. Sabemos disso há décadas. Os SINDICATOS SABEM.

TETO FURADO

Também não custa lembrar que a BOLSA é hoje uma FONTE RELEVANTE DE CAPITAL PARA INVESTIMENTO REAL, canal esse que anda entupido. São todos sintomas da PERDA DE CONFIANÇA NA MOEDA NACIONAl, cuja manifestação mais extrema é a escalada da INFLAÇÃO. Quando o governo perde o seu crédito, a economia se arrebenta. Quando isso acontece, quem perde mais? OS POBRES! 


O setor financeiro recebe juros, sim, mas presta serviços e repassa boa parte dos juros para o resto da economia, que lá deposita seus recursos. O teto, hoje a caminho de passar de furado a buraco aberto, foi uma tentativa de forçar uma organização de prioridades. Por que isso? Porque não dá para fazer tudo ao mesmo tempo sem pressionar os preços e os juros. O mundo aí fora está repleto de exemplos disso. Então por que falta dinheiro para áreas de crucial impacto social? Porque, implícita ou explicitamente, não se dá prioridade a elas. Essa é a realidade, que precisa ser encarada com transparência e coragem. O crédito público no Brasil está evaporando. Hora de tomar providências, sob pena de o povo outra vez tomar na cabeça.


Pontocritico.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário