segunda-feira, 25 de julho de 2022

PL lança oficialmente a candidatura do presidente Jair Bolsonaro à reeleição

 


O Partido Liberal (PL) anunciou oficialmente o presidente Jair Bolsonaro como candidato à reeleição na manhã deste domingo (24).

Em convenção no Maracanãzinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro, foi divulgada a aprovação da candidatura, feita em votação na plataforma virtual do partido. Em seguida, Bolsonaro foi chamado ao palco, onde subiu ao lado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

O general Walter Braga Netto também foi confirmado como vice da chapa. Às 11h30min, Bolsonaro pegou o microfone e, após uma curta passagem bíblica sobre o valor da “mulher virtuosa”, deu o microfone para Michelle abrir os discursos.

“Vocês estão aqui apoiando um projeto de libertação da nação. Há quatro anos, passamos por essa experiência e não tínhamos ideia do que íamos enfrentar, não tínhamos ideia do que estava por vir. Como falei ontem [sábado], quando eu cheguei na Santa Casa e vi meu marido na maca [em fala sobre a facada sofrida por Bolsonaro na campanha de 2018], eu olhei para o teto do hospital e falei ‘o senhor tem controle de todas as coisas’. Essa nação é rica, é próspera. Ela só foi mal administrada. Deus ama essa nação”, disse a primeira-dama.

Michelle falou por 13 minutos e devolveu o microfone ao marido. “Quando se fala em poder do povo, alguém acha que o povo cubano não quer a liberdade? Tem? Não. Como chegar a esse ponto? Por escolhas erradas. A nossa missão é não atrapalhar a vida de vocês. É, cada vez mais, tirar o estado de cima de vocês. Estado forte, povo fraco. Povo forte, estado forte”, disse Bolsonaro.

A deputada Carla Zambelli foi uma das muitas apoiadoras presentes no ginásio, assim como os também deputados federais Daniel Silveira, Onyx Lorenzoni, Luiz Lima e Hélio Lopes, o senador Romário, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, os ex-ministros Eduardo Pazuello e Tarcísio de Freitas, o ex-presidente Fernando Collor de Mello, o advogado Frederick Wassef e os sertanejos Matheus e Cristiano, responsáveis pelo jingle da campanha, “Capitão do povo”.

Entre os filhos de Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro era o único em destaque no palco. Assim como a decoração do ginásio, o público, em sua maioria, estava de verde e amarelo. Muitos se enrolaram na bandeira do Brasil, que também era exibida em um grande telão no ginásio.

Braga Netto

A convenção também confirmou o nome do general Walter Braga Netto para a vaga de vice na chapa de Bolsonaro. O militar se filiou ao PL em março deste ano. Ele também é um dos coordenadores da campanha à reeleição.

O general de quatro estrelas chegou ao posto máximo da carreira dentro do Exército e ganhou notoriedade em 2018, quando foi nomeado interventor federal no Rio de Janeiro pelo então presidente Michel Temer (MDB).

Em 2020, foi nomeado para chefiar a Casa Civil e, depois, em março de 2021, passou a comandar o Ministério da Defesa. Este ano, o general deixou a pasta e assumiu a vaga de assessor especial da Presidência da República, da qual foi exonerado em julho.

Com a escolha, Bolsonaro alterou a chapa que o elegeu, cujo vice era Hamilton Mourão (Republicanos). Mourão vai disputar uma vaga ao Senado pelo Rio Grande do Sul.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário