domingo, 5 de junho de 2022

Mais de 45 pessoas morrem após explosão em depósito de contêineres em Bangladesh

 


Passa de 45 o número de mortos pelo incêndio causado por uma forte explosão em um depósito de contêineres em Bangladesh neste domingo (5), segundo a agência de notícias Associated Press. Mais de 100 pessoas continuam feridas, enquanto os serviços de emergência tentam apagar as chamas e resgatar vítimas.

As explosões destruíram janelas de prédios próximos e foram sentidas a até 4 quilômetros de distância, disseram autoridades e relatos da mídia local.

Pelo menos cinco bombeiros estavam entre os mortos, de acordo com o Brig. Gen. Principal Jamil Uddin Ahmad, CEO do Serviço de bombeiros e defesa civil de Bangladesh. Outros 15 bombeiros estavam sendo tratados por queimaduras, afirmou.

Várias rodadas de explosões ocorreram após a explosão inicial como o fogo continuou a se espalhar, disse Uddin. Especialistas em explosivos de militares de Bangladesh foram chamados para ajudar os bombeiros.

Muitos dos feridos sofreram cortes nos membros e ao menos três pessoas com mais de 65% de queimaduras no corpo foi levado para um hospital militar.

O incêndio começou por volta das 21h20 do sábado no serviço de contêineres BM Inland Container Depot, uma empresa holandesa Joint Venture Bangladesh, localizado na zona de Sitakunda, em Chittagong, a cerca de 20 km do maior porto marítimo de Bangladesh.

“Não temos certeza de como isso começou, pode ter sido devido a um ato de sabotagem”, relatou à Agência EFE o diretor do BM, Muzibur Rahman, que acrescentou que no momento da explosão havia dentro do armazém cerca de 250 trabalhadores.

O chefe do Serviço de Bombeiros de Chittagong, Anisur Rahman, explicou à EFE que quando as chamas começaram a se espalhar “alguns contêineres começaram a explodir. Nós enfrentamos 16 unidades, mas ainda não conseguimos controlar o fogo”.

Alguns desses recipientes “tinham produtos químicos altamente inflamável”, e alguns deles ainda estão sendo explorado, concluiu.

O porta-voz da Associação de Contêineres Interiores de Bangladesh (BICA), Ruhul Amin Sikder, disse à EFE que alguns recipientes armazenaram peróxido de hidrogênio. “Depois do incêndio, alguns recipientes com peróxido de hidrogênio”, então “a magnitude da explosão não é menor do que a que vimos em Beirute, no Líbano, há alguns anos”, disse.

Atualmente, o país asiático possui 19 depósitos de contêineres privados e quatro deles estão localizados em Sitakunda. Incêndios e acidentes industriais são comuns em Bangladesh, um país com poucas medidas de segurança e no qual geralmente há um grande número de vítimas.

Em 2019, um incêndio em uma fábrica de produtos químicos na capital de Bangladesh matou 70 pessoas e feriu outras 55. Sete anos antes, pelo menos 119 pessoas morreram em um incêndio em uma fábrica de roupas no país asiático.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário