sábado, 4 de junho de 2022

Extraditado da França, foragido de crime ocorrido em 1993 desembarca em Porto Alegre

 Homem, agora com 50 anos, assassinou a noiva, de 23 anos na época, em São Gabriel



A Polícia Federal concluiu a extradição de um foragido da Justiça do Rio Grande do Sul, condenado pelo assassinato da noiva em 29 de maio de 1993, no município de São Gabriel. Ele desembarcou na manhã desta sexta-feira no Aeroporto Internacional de Porto Alegre e foi encaminhado ao sistema penitenciário gaúcho.

O extraditado, de 50 anos, natural de Canoas, estava desaparecido desde o cometimento do crime e foi condenado, em 30 de maio de 2011, a 16 anos de prisão pelo homicídio qualificado da professora de educação física Núbia Beatriz da Fontoura Farias, 23 anos, noiva dele na época do crime. Ele tinha 21 anos.

Proprietária da Academia Corpo, ela foi assassinada com um tiro de revólver calibre 38 nos fundos de uma casa, na rua Antônio Maria de Ávila. Socorrida, a vítima não resistiu aos graves ferimentos e faleceu dois dias depois no hospital.

O foragido foi capturado na França após ter seu nome incluído, em maio de 2017, na lista de procurados internacionais “Difusão Vermelha”, da Interpol. A extradição foi concedida pelas autoridades francesas em setembro de 2021.

A extradição mobilizou a Polícia Federal em Porto Alegre, a Interpol no Brasil/PF, a Interpol na França, a Representação Regional da Interpol no Rio Grande do Sul, a Polícia Federal em Santana do Livramento e o Ministério das Relações Exteriores.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário