segunda-feira, 6 de junho de 2022

Brasil cria quase 197 mil empregos com carteira assinada em abril

 


O Brasil criou 196.966 empregos com carteira assinada em abril, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta segunda-feira (06) pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

O número é resultado de 1.854.557 admissões e de 1.657.591 desligamentos no período. Em março, foram criadas 88.145 vagas. No acumulado deste ano, o País criou 770.593 novos empregos formais, decorrente de 7.715.322 admissões e 6.944.729 desligamentos.

Os dados do Caged mostram que foram criados empregos formais em quatro dos cinco setores da economia, com destaque para serviços, com 117.007 novos postos. Em segundo lugar, vem comércio, com 29.261 novos postos, seguido de indústria (26.378 postos), construção (25.341 postos) e agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, que teve perda líquida de 1.021 postos.

O saldo da geração de empregos foi positivo nas cinco regiões brasileiras, com destaque para a Sudeste, com 101.279 novos postos, alta de 0,48% em relação ao mês anterior. Na sequência, vêm as regiões Nordeste (29.813 postos, 0,45%), Centro-Oeste (25.598 postos, 0,72%),  Sul (25.102 postos, 0,32%) e Norte (12.023 postos, 0,62%).

O governo federal também informou que o salário médio de admissão foi de R$ 1.906,54 em abril, o que representa alta real de R$ 15 em relação a março (R$ 1.891,54). Na comparação com abril do ano passado, porém, o salário médio de admissão recuou, pois estava em R$ 2.089,90 naquele mês.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário