segunda-feira, 6 de junho de 2022

Vacina contra a gripe vai ser liberada para todas as pessoas a partir desta segunda em Porto Alegre

 


Com encerramento inicialmente previsto para a última sexta-feira (3), a campanha de imunização contra a gripe e o sarampo foi prorrogada até o dia 24 de junho em Porto Alegre. Motivo: a adesão abaixo da meta até o momento. Além disso, a partir desta segunda (6) ambas as vacinas estarão disponíveis a toda a população dos 6 meses em diante, e não mais restritas a públicos específicos.

A vacina oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) protege contra três cepas do vírus influenza: A H1N1 e A H3N2 e B. O imunizante contra o sarampo, por sua vez, é classificado como tríplice viral, por contemplar também o combate a caxumba e rubéola.

Ambos os fármacos garantem proteção contra complicações da doença, que podem levar a quadros graves, incluindo hospitalização ou mesmo a morte do paciente. E são seguros, sem oferecer riscos à saúde.

O diretor da Vigilância em Saúde, Benjnamin Roitman, ressalta que sintomas leves como coriza, obstrução nasal e tosse, que costumam castigar muitos gaúchos no inverno, não geram situação contraindicada para o receber esse tipo de injeção. Já quem apresenta febre deve aguardar a melhora de seu quadro clínico.

Ele também explica que a maioria das pessoas pode receber a vacina contra gripe e outros imunizantes na mesma ocasião (neste caso, recomenda-se a aplicação em braços diferentes, para evitar dor no local). A exceção é a gurizada apta a receber imunizante contra covid, grupo para o qual deve ser mantido intervalo mínimo de 15 dias entre os dois procedimentos.

Durante a semana, a rede municipal oferece as doses em 124 pontos distribuídas pelos mais variados bairros, sendo que nos próximos dias também estará disponível uma unidade móvel das 9h às 16h no Largo Glenio Peres, em frente ao Mercado Público (Centro Histórico). Já os sábados o esquema é reduzido em locais e horários, ao passo que nos domingos o serviço é interrompido. Acompanhe as atualizações em prefeitura.poa.br.

Decisão estadual

A ampliação foi divulgada pela prefeitura da capital gaúcha logo após o governo do Estado anunciar que a vacinação contra gripe (influenza) já pode ser aberta à população geral a partir dos 6 meses em todas as 497 cidades do Rio Grande do Sul.

Iniciada em abril de forma escalonada para grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, a campanha contemplou até agora mais de 1,91 milhões de gaúchos, cobertura inferior a 50% dos segmentos prioritários (crianças, idosos, gestantes, puérperas, indígenas, professores e trabalhadores da saúde) – muito abaixo da meta, que é de 90%.

O prosseguimento da ofensiva foi definido de forma conjunta pelos membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems).

A quantidade de doses para a campanha é limitada aos contingentes estimados em cada um desses grupos, sem previsão de aumento no número de ampolas enviadas pelo governo federal. Isso faz com que os lotes agora disponíveis correspondam aos volumes não utilizados até o momento.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário