domingo, 11 de julho de 2021

Motociata reúne apoiadores de Bolsonaro em Porto Alegre

 Trajeto teve início e encerramento na Fiergs, neste sábado



motociata reuniu apoiadores do presidente Jair Bolsonaro em Porto Alegre neste sábado. O passeio de moto teve início pontualmente às 10h na frente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) e encerrou após um pouco mais de duas horas de trajeto, no mesmo ponto. Ao retornar do ato, presidente cumprimentou quem estava presente no local. 

Bolsonaro chegou em Porto Alegre por volta das 9h30min, quando desembarcou de helicóptero no pátio da Fiergs. Em seguida, ele se juntou a motociata ao lado dos seus apoiadores. 

Trajeto

A mobilização foi intensa. Várias pessoas que estavam localizadas na Assis Brasil saudaram Bolsonaro quando ele passou pela avenida. Os motociclistas tocaram buzina e receberam apoio pelas ruas.

 Foto: Ricardo Giusti

O passeio de moto passou por rodovias federais e as principais ruas de Porto Alegre. Mesmo após o início do trajeto, muitos motociclistas ainda saíam da Fiergs. Bolsonaro dirigiu, acompanhado de seus apoiadores, pela BR 116, BR 386, BR 448, pela nova ponte do Guaíba, e pelas avenidas Castelo Branco e Mauá.  


O ato seguiu, então, pela Orla do Guaíba, em direção à zona Sul da Capital, por onde passou pela avenida Diário de Notícias, Icaraí e Praia de Belas. Após este trecho, a viagem passou pela avenida João Pessoa, onde houve a manifestação de pessoas contrárias ao presidente com cartazes, gritos e panelaços. A partir deste ponto, a motociata começou a se deslocar para a Fiergs, onde foi encerrada. 





Segurança 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, para o passeio deste sábado foi empregado um total de 675 agentes para garantir a segurança e a manutenção da ordem no trajeto. Atuaram 600 servidores da Brigada Militar (BM), 35 do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS), 30 da Polícia Civil, e 10 do IGP. Nenhum incidente foi registrado.





Animação 

O mecânico Jocelito Gonçalves, 58 anos, mecânico de Gravataí, estava entre os mais animados na espera do presidente na Fiergs. Explicou que estava no local desde às 7h. "Venho participar com certeza e com a bandeira verde e amarelo". Muitos pedestres que estão em frente da Fiergs apenas para ver o presidente. Como é o caso da profissional em higienização hospitalar Marlene Santos, 59 anos. Com a bandeira nacional no ombro, ela afirmou ser antes de tudo uma brasileira. "O presidente Bolsonaro, antes de mais nada, é um patriota e temos que apoiá-lo."

Orla

Na Orla do Guaíba, um dos trechos que a motociata passou, alguns apoiadores do presidente também o aguardavam. Muitos com bandeiras do Brasil. Cintia Carine Braz e Fernando dos Santos Garcia foram para o local na manhã deste sábado, na expectativa de ver o presidente. Ela contou que o irmão viajou de moto de Tramandaí para participar do ato na Fiergs."Queremos dar apoio neste momento como cidadão. Acreditamos no presidente e na política", afirmou.

Na Orla, os vendedores ambulantes também se mobilizaram para o ato. André Silveira da Rosa tem expectativa de vender dezenas de bandeiras do Brasil. Os valores variam de 10 a 40 reais, dependendo do tamanho e tecido.


 

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário