sexta-feira, 9 de julho de 2021

Governo do Rio Grande do Sul repassa o controle da CEEE-D ao Grupo Equatorial Energia

 


A CEEE-D (Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica) passou oficialmente a ser administrada pelo Grupo Equatorial Energia. Na manhã desta quinta-feira (08), o governador Eduardo Leite assinou o contrato de venda, encerrando o primeiro processo de privatização da sua gestão.

A CEEE-D atende 1,6 milhão de clientes em 72 municípios da Grande Porto Alegre e das regiões Sul, Campanha e Litoral. No Brasil, o Grupo Equatorial, considerando as novas concessionárias adquiridas em 2021 no Rio Grande do Sul e no Amapá, passa a atender 13% do total de consumidores brasileiros e responder por 7% do mercado de distribuição de energia do País.

O controle acionário da CEEE-D, de titularidade da CEEE-Par (Companhia Estadual de Energia Elétrica Participações), foi leiloado em lote único pelo lance de R$ 100 mil, mas o grupo assumirá o passivo de quase R$ 7 bilhões da companhia.

“Obrigado ao Grupo Equatorial por acreditar mais do que na CEEE, no Rio Grande do Sul. Comprar uma empresa de energia que opera sob regime de concessão é um casamento, uma relação duradoura com o Estado, e significa que vocês acreditam na nossa economia, naquilo que nós produzimos e na capacidade de gerar riqueza desse Estado”, disse o governador Eduardo Leite.

“O primeiro foco do governo na privatização é o de viabilizar para a população a prestação de um serviço melhor, e isso é o que está acima de qualquer outro motivo. A energia é essencial para a vida dos consumidores domésticos e para a produção industrial. Todos precisam de segurança e confiabilidade na prestação do serviço. Em segundo lugar, a privatização representa a resolução de um problema para o Estado a partir do passivo que se constituía pela impossibilidade de a companhia pagar os impostos, portanto, de atender às necessidades da população em outras áreas a partir dos impostos recolhidos. Por isso, esse dia é histórico, é apenas a primeira parte da companhia e, tenho certeza, todos sairemos ganhando”, completou Leite.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário