quinta-feira, 15 de julho de 2021

Com uma obstrução intestinal, Bolsonaro ficará internado e receberá tratamento clínico

 


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após avaliações clínicas, laboratoriais e de imagem, permanecerá internado e receberá um tratamento clínico conservador, tendo sido afastada a necessidade de uma cirurgia neste primeiro momento. O presidente enfrenta um quadro de obstrução intestinal e foi transferido de Brasília para São Paulo na noite desta quarta-feira (14).

“O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, foi transferido na noite desta quarta-feira para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após passar por uma avaliação no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e ser diagnosticado com um quadro de suboclusão intestinal. Após avaliações clínica, laboratoriais e de imagem realizadas, o Presidente permanecerá internado inicialmente em tratamento clínico conservador”, diz o boletim médico divulgado pelo Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, em que ele está internado.

Os soluços relatados pelo presidente ao longo dos últimos dez dias estão relacionados ao seu quadro intestinal. É possível que o problema no trânsito intestinal tenha deflagrado um quadro de refluxo — que é a saída do conteúdo ácido do estômago para o esôfago. Essa movimentação, pode ter causado a irritação do músculo do diafragma, que divide o tórax do abdômen, o que causaria o soluço.

Bolsonaro chegou a São Paulo às 18h54 desta quarta-feira (14), num avião da Força Aérea Brasileira (FAB), no Aeroporto de Congonhas e foi de ambulância para o hospital onde atende o cirurgião gástrico Antonio Luiz Macedo, que cuida de Bolsonaro desde a facada sofrida por ele na eleição de 2018.

Na manhã desta quarta, o presidente foi internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após sentir dores abdominais na madrugada. Segundo o ministro das Comunicações, Fábio Faria, Bolsonaro chegou a ser sedado, mas já acordou.

Por volta das 16h30, Bolsonaro deixou o hospital e foi levado de ambulância para a Base Aérea de Brasília, onde um avião o aguardava. O presidente chegou ao local por volta das 17h, e o avião decolou às 17h29. Segundo o senador Flavio Bolsonaro (Patriota-RJ), filho do presidente, o presidente ficará em observação por três dias em São Paulo.

De acordo com a assessoria do Hospital Vila Nova Star, assessores, equipes médica e de enfermagem se reuniram para avaliar os procedimentos, e uma suíte foi preparada para receber o presidente.

Em abril deste ano, Bolsonaro já havia dito que poderia passa por uma nova cirurgia em razão da facada.

O Sul


Saída de Porto Alegre pela Castelo Branco fica bloqueada na manhã desta quinta-feira em razão do incêndio que atingiu o prédio da Secretaria de Segurança Pública

Nenhum comentário:

Postar um comentário