domingo, 20 de dezembro de 2020

Renato cita cansaço dos jogadores e exalta luta do Grêmio com um homem a menos

 Treinador lamentou troca excessiva de passes no meio de campo em empate por 1 a 1 contra o Sport



empate em 1 a 1 contra o Sport na noite deste sábado, na Ilha do Retiro, foi classificado pelo técnico Renato Portaluppi como um bom resultado, devido às circunstâncias da partida. O treinador admitiu que a equipe sentiu a eliminação para o Santos na Libertadores, mas avaliou que a equipe já está recuperada, e também citou o cansaço dos jogadores com o calendário apertado no final de ano. "Sabíamos que seria bastante difícil, pois vínhamos de uma eliminação, o grupo está cansado, e o Sport está em uma situação muito difícil Tentamos, mas infelizmente não deu. O mais importante é que continuamos em duas competições", analisou.

Renato disse que gostou do que viu em campo e considerou que time jogava muito bem até tomar o gol em um contra-ataque aos 9 minutos do primeiro tempo. "A equipe não se abalou, perdemos o Kannemann no segundo tempo, mas o mais importante de tudo é que a equipe continuou lutando, continuou brigando, buscando o gol de empate. Chegamos, então, o grupo está de parabéns pelo que realizou mesmo com um homem a menos", argumentou.

Como de costume, o treinador saiu em defesa do grupo ante críticas de um desempenho abaixo do esperado. "O torcedor precisa entender que não é nada fácil você estar em três competições, o desgaste é muito grande, a cada três dias tem jogo, viagens longas. Por mais mordomias que o clube nos dê, os jogadores são seres humanos e cansam. Fica difícil", disse.

Há, contudo, como admitiu, problemas a serem superados. "Muitas vezes você não precisa dar 10 toques para chegar na área do adversário, você pode dar três. E aí sim a gente pode explorar a velocidade dos nossos atacantes. Muitas vezes procuramos o companheiro do lado ou de trás", comentou sobre o excesso de passes no meio campo "Às vezes com três para a frente chegamos mais rápido, como sofremos no gol. Até falei isso no intervalo", lamentou.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário