quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Barbeiro arrecada brinquedos para doar a crianças carentes em Tramandaí (RS)

 


O barbeiro de Tramandaí Fábio Bittencourt, de 35 anos, fez uma promessa há alguns anos, quando ainda trabalhava como vendedor. O seu sonho era ser barbeiro e ter o próprio negócio. Se conseguisse seu objetivo, iria fazer um esforço a cada Natal para ajudar as crianças carentes de um bairro de Tramandaí. 

Segundo ele, aos poucos tudo foi dando certo: sua barbearia foi crescendo, ganhando clientes, entre eles muitos jogadores e ex-jogadores de futebol. E há quatro anos, Fábio começou a organizar um Gre-Nal solidário no estádio Municipal sempre nos finais de ano, e sempre arrecadando doações. 

Neste ano, devido a pandemia, o clássico não será realizado, mas mesmo assim, ele não parou de correr atrás para conseguir brinquedos para entregar às crianças do Bairro dos Presidentes. “Elas são muito carentes, a situação naquele bairro é triste. Então quando tu entrega os brinquedos para elas, dá para ver nos olhares o quanto ficam felizes com aquele simples gesto, de alguém que se lembrou delas”, contou.

Para este Natal, Fábio já conseguiu mais de 700 brinquedos, e até esta quarta-feira, a previsão é que cheguem mais. Na sexta-feira haverá a entrega no bairro carente de Tramandaí, e o barbeiro será ajudado pela esposa Thaíse, pelo amigo Edson Quadros, que se vestirá de Papai Noel, e pela esposa dele, Giovana. “Nos anos anteriores, a hora da entrega era o maior tumulto, a gente não conseguia entender de onde apareciam tantas crianças. A rua chegou a ser fechada em determinado momento no Natal passado. Mas agora, por causa da pandemia, estamos organizando uma entrega dentro dos procedimentos de cuidados contra o covid-19”, ressaltou Fábio. 

 Foto: Guilherme Almeida 

“Queremos evitar aglomerações. Até pensamos em entregar balas para elas, mas desistimos, pois seria um trabalho insano ter de esterilizar cada pacote, cada doce. Mas vamos orientar para que façam filas, respeitando a distância, e todo mundo de máscara. Vai ser difícil, mas acredito que no final tudo vai dar certo”, acredita.

Aliás, os doadores vão desde atletas, ex-atletas, patrocinadores, moradores de Tramandaí e veranistas. Ele começa as atividades de arrecadação em meados de agosto e intensifica os contatos no começo de dezembro para dar tempo de recolher as doações e tenta nunca vincular o trabalho de caridade com políticos ou entidades. 

“Legal é que muitas pessoas simplesmente fazem suas doações, mas preferem se manter anônimas. Até mesmo uma vez, um vereador pediu que não tivesse o nome citado depois de fazer uma doação. Eles fazem apenas pelo prazer de ver a felicidade estampada no rosto de uma criança”, agradece. “Ontem a minha esposa, que trabalha em um hospital, recebeu R$ 100 cujo doador foi bem claro, dizendo para ela gastar o dinheiro em mais brinquedos para a criançada”, lembrou. 

Para 2021, a ideia é de além de retomar o Gre-Nal, cujas camisas dos times já foram confeccionadas e personalizadas com os nomes dos jogadores, mas que ficarão à espera de uso, e de seguir com as entregas de brinquedos, assim como também acrescentar uma cesta básica para cada família do Bairro dos Presidentes.


Correio do Povo






Nenhum comentário:

Postar um comentário