quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Madrugada alucinante; Trump declara vitória; Biden com chances

 

Como esperado, o resultado da eleição americana não saiu nesta madrugada. Por isso, a quarta-feira terá os olhos do mundo voltados para quatro estados: Geórgia, Pensilvânia, Michigan e Wisconsin. A edição da Desperta traz os destaques da apuração e, no Brasil, a ida de Mourão à Amazônia e a estreia do PIX. Boa leitura.

Eleições americanas: Trump largou na frente, mas Biden cresceu no fim da noite | Montagem/EXAME
 
1 - BIDEN COM CHANCES 

A quarta-feira começa sem um presidente americano eleito. Diferente do que aconteceu em 2016, em que a vitória de Donald Trump foi cementada no decorrer da madrugada, este ano ainda há muitos votos a serem contados nos estados-chave. Dos resultados que já saíram, Trump largou com vantagem: o republicano venceu na Flórida e no Texas (onde Biden tinha alguma esperança). Trump também lidera na Geórgia e na Carolina do Norte, mas com alguma chance de virada, sobretudo na Geórgia, o que seria um resultado crucial para Biden. O democrata teve vitória importante no Arizona e, pouco antes das 7h, ultrapassou Trump no Wisconsin, o que é essencial para que siga tendo chances. Ainda assim, Trump segue liderando nos outros dois estados do Meio-Oeste que faltam, o Michigan e a essencial Pensilvânia, mas a apuração por aí ainda avançará pela quarta-feira com a contagem dos votos pelo correio. Apesar de a votação estar longe de ser concluída, Trump discursou declarando vitória e disse que os rivais irão "roubar" a eleição. O Twitter sinalizou a postagem questionando o conteúdo. Leia mais


2 - BOLSAS OSCILAM

Uma decisão para além da eleição também chamou atenção no setor empresarial: 58% dos moradores da Califórnia votaram a favor do Uber e decidiram que motoristas não devem ser classificados como empregados tradicionais. Enquanto isso, nos mercados, as bolsas começaram a noite em alta, mas passaram a oscilar mais no começo desta quarta-feira à medida em que ficou claro que os resultados podem demorar a sair e envolver judicialização. As bolsas europeias variavam entre quedas e leves altas por volta das 7h. As asiáticas fecharam em alta, mas menor do que no começo da noite, e os índices futuros dos EUA operam em alta. Um dos temores é que, se a disputa for muito apertada, a eleição termine em uma batalha judicial de semanas. A declaração de vitória de Trump antes do fim da contagem também acrescenta ao clima de incerteza dos mercados. Leia mais.


3 - TIKTOK NA JUSTIÇA

Paralelamente à votação, a novela do TikTok deve ter um novo capítulo hoje. Está programada uma audiência na Justiça americana para decidir se o governo Trump pode obrigar as lojas de aplicativos a bloquear o download da rede social criada na China e que virou febre entre os jovens. No dia 27 de setembro, o juiz Carl Nichols suspendeu a ordem do Departamento de Comércio para que a Apple e o Google removessem o app do TikTok de suas plataformas. A audiência de hoje também ocorre dias depois de outra decisão judicial, que proibiu o governo de bloquear o TikTok neste mês de novembro, como Trump planejava fazer.  O governo americano acusa o app de espionar para o governo chinês. Enquanto nova decisão não é tomada na Justiça, o governo ficou proibido até 12 de novembro de suspender o app. Leia mais


4 - TOUR DA AMAZÔNIA

Começa hoje o tour pela Amazônia organizado pelo vice-presidente Hamilton Mourão com embaixadores de vários países, entre europeus, africanos e sul-americanos. O objetivo é recuperar a imagem do Brasil no exterior, arranhada por conta do aumento recente no desmatamento e pelo desmanche da estrutura de fiscalização ambiental. Mourão espera “apresentar” a Amazônia aos estrangeiros, em sua maioria europeus. “Os embaixadores não têm o conhecimento pleno de como a vida na Amazônia prossegue, de como o ribeirinho ganha seu pão diário", disse. Participam ainda cinco ministros, como Tereza Cristina, da Agricultura, Ricardo Salles, do Meio Ambiente, e Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional. Leia mais
 
Confira os outros destaques da eleição americana:

O Itaú Unibanco estuda se desfazer de sua participação na XP. Se o banco vender agora uma fatia de 5% da empresa, pode pagar e ainda lucrar todo o investimento que fez há dois anos

O Senado aprovou o projeto de autonomia do Banco Central. O texto ainda precisa passar pela Câmara. Entenda o que muda

O primeiro dia de funcionamento do PIX, restrito a alguns usuários, teve 1.570 transações, com média de 90 reais. Os testes continuam até 16 de novembro. 

Como no dia de cadastro das chaves, bancos tiveram dificuldades em seus sistemas hoje, mas o Banco Central afirma que os problemas foram solucionados ao longo do dia

O Mercado Livre agora tem uma frota de aviões. Serão quatro aeronaves operando no Brasil, com o objetivo de reduzir os prazos de entrega. Os aviões já funcionarão na Black Friday

O lucro da Saudi Aramco, maior petroleira do mundo, desabou 45% no terceiro trimestre com a queda global da demanda. Em tempo: listamos as cinco implicações da eleição americana para o petróleo.

A Ant, braço financeiro da chinesa Alibaba, suspendeu seu IPO de 30 bilhões de dólares, previsto para ser o maior do ano. O IPO teria 15.000 investidores brasileiros cotistas de um fundo com participação na abertura de capital.  

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, recebeu alta do hospital, duas semanas após ser diagnosticado com covid-19

O Ministério Público do Rio denunciou à Justiça o senador Flávio Bolsonaro, seu ex-assessor Fabrício Queiroz e mais 15 pessoas, pelo esquema das "rachadinhas" quando Flávio era deputado estadual

Após a redução de IPI dos games anunciada no mês passado, um pedido do presidente Bolsonaro, o PlayStation 5 ficou 500 reais mais barato

O que o Brasil precisa fazer para virar um polo de negócios de alto crescimento.

Este feirão online terá imóveis com valores a partir de 100.000 reais

As ações mais recomendadas para novembro, segundo 20 corretoras

Uma mudança no WhatsApp passou a facilitar a limpeza de dados do celular.

O Banco Original lançou uma plataforma de e-commerce para pequenas empresas que permite a lojistas criar uma loja em dez minutos.

Cinco desafios com prêmios a startups e inscrições abertas nesta semana.

Por que empresas com diversidade têm mais chances de reter talentos, segundo esta analista.

A empresa dona do Outback abre vagas de estágio e aceita qualquer curso

Quer produtividade de verdade? Aprenda a desacelerar sua vida.
 
Continue acompanhando hoje as análises da apuração americana. A EXAME preparou uma programação especial com Maurício Moura, do IDEIA, o jornalista Sérgio Teixeira Jr., que cobre a eleição americana a partir de Nova York, e, para explicar o impacto na economia, Arthur Mota, da Exame Research. Os convidados discutem os resultados ao vivo às 13h30 e às 18h. Não perca: acione o lembrete no YouTube e veja a programação completa aqui.
Bolsa
HOJE | Xangai / +0,19%
Tóquio / +1,72%
Londres / +0,24% (às 7h)
Petróleo Brent / 40,76 dólares (+2,64%)


ONTEM | Ibovespa / +2,16%
S&P 500 / +1,78%
Dólar / 5,76 reais (+0,42%)
A Disney começou a vender no Brasil seu serviço de streaming, o Disney+. O serviço chega no dia 17 deste mês, mas a partir desta terça-feira, já passou a ser possível comprar um plano anual na pré-venda. Com o pacote, o preço sai a 19,82 reais por mês (ou 237,90 reais por ano), mais barato que a Netflix, que custa 21,90 reais por mês. A Vivo também fez um pacote conjunto de assinatura com a Disney. Leia mais
"Baby Yoda", de Star Wars: Disney+ chega ao Brasil | Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário