segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Agressor da igreja de Nice que matou brasileira é transferido para Paris

 Criminoso de 21 anos ficou gravemente ferido durante a prisão, e irá receber atendimento médico


O autor do ataque com faca na basílica Notre Dame de Nice (sudeste da França), que deixou três mortos, entre eles uma brasileira, foi transferido nesta sexta-feira por avião para Paris para receber atendimento médico, disse à AFP uma fonte próxima à investigação.

O avião que transportava Brahim Aouissaoui, um tunisiano de 21 anos que ficou gravemente ferido durante sua prisão e que também deu positivo para Covid-19, pousou em Le Bourget, perto de Paris, pouco depois das 16h00 (12h00 em Brasília), segundo fontes do aeroporto. Depois, ele foi transferido para um hospital de Paris.

Sua transferência foi feita em meio a medidas de segurança máxima. O avião em que foi levado em Nice estava rodeado por várias vans da gendarmerie, segundo um jornalista da AFP. A bordo do avião, estavam dois policiais de elite, disseram fontes do aeroporto.

A França aumentou seu alerta de segurança para o nível mais alto depois que Aouissaoui matou três pessoas em Nice, incluindo uma brasileira, no terceiro ataque jihadista em pouco mais de um mês. O ataque ocorreu duas semanas após a decapitação do professor de história Samuel Paty por um refugiado checheno de 18 anos, por ter mostrado aos seus alunos caricaturas do profeta Maomé em uma aula sobre liberdade de expressão.

Aouissaoui chegou ilegalmente na Europa vindo da Tunísia em setembro. Cruzou o Mediterrâneo até a Itália e depois viajou para a França por terra. O presidente francês Emmanuel Macron se comprometeu nesta semana a reforçar a segurança nas fronteiras após os últimos ataques.


AFP e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário