quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Candidatura de Gustavo Paim em xeque na disputa de Porto Alegre

A poucos dias da convenção municipal, o PP busca financiamento

Vice-prefeito Gustavo Paim é o pré-candidato do PP ao Paço Municipal

A poucos dias da convenção do PP, que ocorrerá no sábado, a ausência de uma definição da viabilidade financeira da pré-candidatura de Gustavo Paim levou o atual vice-prefeito a refletir sobre a candidatura. Paim não se arriscaria a uma aventura. Além da dependência sobre as prioridades do partido nacionalmente, uma sucessão de fatos pesou.
 Entre eles, o recuo do PRTB, que indicaria Mário Ikeda como vice, e, articulação interna, de ala progressista, com partidos como o PTB e o MDB. Já haveria inclusive cotado para indicação a vice: Vitinho Alcântara, secretário-geral do PP.
O quadro levou à realização de reunião, na noite desta terça-feira. À coluna, o presidente estadual, Celso Bernardi, garantiu que a candidatura de Paim é prioridade e estratégica para o PP e que irá articular sua viabilidade, até a convenção, junto ao comando nacional. Segundo Celso, a candidatura própria na Capital reforça as disputas também no Interior do Estado, além de ser essencial para as eleições de 2022.

Atualmente, há 13 pré-candidatos na disputa pelo Paço Municipal. 

Em 2016

Na última disputa pela prefeitura de Porto Alegre, o apoio do PP gerou queda de braço entre o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e Sebastião Melo (MDB). Na época, o tucano levou a melhor. O cenário pode se repetir agora, entre o ex-prefeito José Fortunati e Melo.  

Duas semanas

Há cerca de duas semanas, o PP realizou um evento, com a presença de lideranças, na sede estadual, reafirmando o nome de Gustavo Paim como pré-candidato ao Paço Municipal. O encontro ocorreu no mesmo momento em que, nos bastidores, havia o rumor de que ele poderia desistir.  

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário