AdsTerra

banner

segunda-feira, 18 de março de 2024

Relações incestuosas

 



“Um magistrado pode julgar um caso em que sua mulher é advogada? E se o réu for uma empresa já condenada por participar de esquemas de corrupção? E se o juiz em questão for um ministro do STF?

Situações como essas seriam consideradas impensáveis em países desenvolvidos. Nos Estados Unidos, na Itália, em Portugal e na Alemanha, a lei é clara sobre a imparcialidade e o impedimento de magistrados, além de ser seguida à risca por eles. Mas não no Brasil. Um exemplo: Roberta Rangel, mulher do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, é advogada da J&F. A J&F é a empresa dos irmãos Joesley e Wesley Batista, envolvida em escândalos de corrupção revelados pela Lava Jato. Em 20 de dezembro do ano passado, Toffoli anulou uma multa de mais de R$ 10 bilhões que a companhia havia firmado com o Ministério Público Federal (MPF) pelas falcatruas cometidas”.

Fonte: https://www.instagram.com/p/C4k-gkvoc03/?igsh=MWM5bWRjaTludnBxNw%3D%3D

Nenhum comentário:

Postar um comentário