AdsTerra

banner

segunda-feira, 18 de março de 2024

Inter e Juventude empatam sem gols no Alfredo Jaconi pela semifinal do Gauchão

 Resultado de 0 a 0 interrompe sequência de 10 jogos de vitórias coloradas e deixa em aberto vaga na decisão



De camisa nova, o Inter não repetiu o desempenho que o levou a somar dez vitórias seguidas na temporada. No jogo de ida das semifinais do Gauchão, no Alfredo Jaconi, o Juventude, de Roger Machado, encarou o adversário de igual para igual em uma tarde de domingo sem gols. Com o 0 a 0, ninguém tem vantagem a seu favor. O jogo de volta no Beira-Rio será na outra segunda-feira, dia 25.

No dia anterior, Enner Valencia, que sentiu o tornozelo e precisou ser substituído, estará com a seleção do Equador em amistoso nos Estados Unidos. O clube estuda uma logística de ter o centroavante a tempo de estar em campo em Porto Alegre.

Ainda que tenha sido um enfrentamento de marcação forte das duas equipes, ela não significou necessariamente precisão. Dessa maneira, chances de gol não faltaram na primeira metade da partida. Principalmente do lado vermelho e especialmente com Enner Valencia. De verde e branco, Gilberto foi quem lamentou o desperdício.

Valencia descalibrado

Fazendo jus à história do confronto, de cada dividida saía faísca. E quando alguém chegava atrasado, pagava por isso. Não por outra razão, com 15 minutos Lucas Barbosa recebeu amarelo por falta em Aránguiz, que também não demorou para levar o seu em lance semelhante.

No recorde de três minutos, Valencia teve as duas bolas para abrir o placar. Aos 23, o equatoriano ganhou na força do zagueiro, mas não conseguiu completar o drible no goleiro. Aos 26, ele recebeu sozinho e com o gol ao seu dispor. Entretanto titubeou para concluir chutando a tempo de Gabriel fazer a defesa.

A resposta do Juventude saiu em seguida, quando Gilberto atacou o espaço vazio às costas da zaga colorada. Ele recebeu de Jean Carlos em profundidade, mas adiantou a bola permitindo Anthoni de chegar a tempo e praticar saída providencial. Nos minutos finais, Maurício também teve oportunidades para levar o Inter em vantagem para o intervalo, mas não concluiu como de costume.

Mercado salva

No que voltou do vestiário, o Inter tomou um grande susto. Jean Carlos escapou sozinho na cara de Anthoni. O goleiro novamente saiu nos pés do atacante para impedir o gol. A saída de Valencia, que sentiu o tornozelo e deu lugar a Alario, arrefeceu a força ofensiva. E na defesa Aránguiz por pouco não virou vilão. O chileno errou passe na saída de bola, Gilberto serviu Jean Carlo que chutou com Anthoni batido. Para sorte do volante, Mercado estava na cobertura e salvou o Inter.

O jogo caiu de ritmo com o passar do tempo. Coudet lançou mão do banco. Colocou primeiro Rômulo e Bruno Gomes e mais adiante Lucca e Wesley. Com menos alternativas, Roger Machado apostou no veterano Nenê. Sem o trio Alan Patrick, Wanderson e Valencia, o Inter não foi capaz de construir novas jogadas ofensivas. Da mesma maneira que o Ju, perdeu um pouco de fôlego. Nenê teve ainda um chute perigoso desviado por Mercado, novamente, salvando o Colorado. A decisão está em aberto para o Beira-Rio. Quem vencer avança para a final. Em nova igualdade, a decisão será nos pênaltis.

Gauchão 2024 - Semifinal

Juventude 0

Gabriel V.; João Lucas (Rodrigo Sam); Zé Marcos, Danilo Boza e Alan Ruschel; Caíque, Jadson, Jean Carlos (Ruan) e Edson Carioca (Nenê); Lucas Barbosa (Rildo) e Gilberto (Rafael Pinha). Técnico: Roger Machado.

Inter 0

Anthoni; Bustos, Vitão, Mercado e Renê; Aránguiz (Rômulo), Bruno Henrique (Bruno Gomes) e Maurício; Wanderson (Wesley), Alan Patrick (Lucca) e Valencia (Alario). Técnico: Eduardo Coudet.

Cartões amarelos: Lucas Barbosa, Edson Carioca e Alan Ruschel (Juventude) Aránguiz e Alario (Inter)

Árbitro: Lucas Guimarães Hörn

Local: Alfredo Jaconi - Caxias

Início: 16h de domingo

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário