AdsTerra

banner

segunda-feira, 11 de março de 2024

Expodireto Cotrijal anuncia recorde de R$ 7,92 bilhões em comercialização

 Feira em Não-Me-Toque foi encerrada na sexta-feira e recebeu 377,6 mil visitantes

Presidente da Cotrijal, Nei César Manica, destacou reunião com ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, durante a Expodireto Cotrijal 2024 

A 24ª Expodireto Cotrijal foi encerrada na tarde desta sexta-feira, dia 8, com novo recorde de negócios, de acordo com a cooperativa. Em cinco dias, a feira realizada em Não-Me-Toque comercializou R$ 7,92 bilhões. De acordo com o presidente da Cotrijal, Nei Manica, o salto aponta para um crescimento de 12,48% em relação à edição passada, quando foram contabilizados R$ 7,04 bilhões. A visitação ao evento seencerrou com o registro de 377,6 mil pessoas.

A alta de 17,82% em relação a 2023 foi atribuída, principalmente, à visita do ex-presidente Jair Bolsonaro ao Parque de Exposições da Cotrijal na última terça-feira. O maior percentual de crescimento ocorreu no Pavilhão Internacional. Com resultado de R$ 226,64 milhões, a movimentação foi 97,15% acima da realizada na edição anterior devido a um negócio realizado por uma empresa chinesa com uma brasileira, pertencente à “cadeia do açúcar”, revelou Manica.

A maior parte dos recursos empregada nas transações provém de financiamentos bancários. Conforme o dirigente, R$ 7,19 bilhões circularam pela exposição, retratando um crescimento de 13,17% em relação ao ano passado. Já os negócios com recursos próprios alcançaram R$ 500 milhões, o que significa uma queda de 12,28% na comparação com a exposição de 2023.

A Cotrijal ainda celebrou a alta de 16,46% na comercialização das agroindústrias do Pavilhão da Agricultura Familiar, ante a Expodireto do ano anterior, alcançando inéditos R$ 3 milhões.

Manica creditou o sucesso da feira às diferentes atrações na Arena Agrodigital, da agricultura familiar, do setor de máquinas e implementos agrícolas e dos expositores das áreas vegetal e animal. “Esse conjunto é que está transformando a Expodireto Cotrijal em referência mundial do agronegócio no mundo”, disse. Segundo ele, houve redução de 2,37% no número das empresas participantes em 2024, que totalizaram 577 ante 591 na edição passada. “Os espaços não ocupados por algumas empresas foram repassados a expositores que pretendiam ampliar seu espaço no parque”, justifica.

O foco da Cotrijal agora se volta para a edição de 2025. A cooperativa e a prefeitura de Não-Me-Toque têm planos de ampliar o parque de exposições, mas dependem de negociações com o governo do Estado. “A Expodireto deste ano superou todas as expectativas em termos de público, negócios e participação política. Nossa meta é superar isso. Temos uma certeza: juntos vamos fazer ainda maior e melhor que 2024”, declara Manica. “A partir de segunda-feira, temos o grande compromisso de transformar a Expodireto na maior feira do agronegócio da América Latina”, falou o prefeito de Não-Me-Toque, Gilson dos Santos. A próxima edição será de 10 a 14 de março de 2025.

A apresentação dos resultados foi feita no auditório central do parque de exposições. Além de Manica, o encontro contou com a participação do vice-presidente da Cotrijal, Enio Schroeder; do secretário do Desenvolvimento Econômico, Ernani Polo; do prefeito de Não-Me-Toque, Gilson dos Santos; e de superintendentes da Cotrijal.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário