AdsTerra

banner

terça-feira, 19 de março de 2024

Câmara de Porto Alegre aprova programa de demissão voluntária da Fasc

 Proposta permite que 69 servidores celetistas da instituição sejam desligados com benefícios



Foi aprovado, na Câmara de Porto Alegre, o projeto que autoriza o programa de demissão voluntária (PDV) da Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc). A proposta permite que 69 servidores celetistas da instituição sejam desligados com benefícios.

A proposta do Executivo municipal contou com o apoio maciço dos vereadores, entre oposição e base governista. Apenas o vereador Pedro Ruas (PSol) votou contra a pauta, além de Karen Santos (PSol), que se absteve. Distintamente de outros programas de demissão voluntária, os servidores da Fasc pediam pela aprovação do projeto. O líder da oposição, Roberto Robaina (PSol), que retirou emendas a pedido dos funcionários, votou a favor, mas foi incisivo em seu discurso. "Estão destruindo a Fasc. Quero saber quando vai ter concurso. A Fasc tem sido desmontada, a assistência social tem sido desmontada. O governo tinha interesse em fazer esse PDV, não é um favor", argumentou.

Na base governista, o vice-líder Moisés Barboza (PSDB) disse que "pode não ser a melhor proposta, mas é a do momento", complementando que "é um direito deles (servidores)". "Parabéns pela luta de vocês", concluiu o tucano.

Com a aprovação do programa, o próximo passo deverá ser a reformulação do quadro de gestores da Fasc e, após, a realização de novos concursos.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário