sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Marco Aurélio Mello afirma que “votaria no Bolsonaro” no segundo turno

 Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio, em entrevista ao UOL, afirmou não se render a polarizações e deseja votar no candidato que estiver em terceiro lugar nas pesquisas, atualmente Ciro Gomes (PDT). Entretanto, ao ser questionado sobre um possível segundo turno entre Lula (PT) e Bolsonaro (PL), o ex-ministro afirma que "votaria no presidente Bolsonaro”.

Aurélio complementa que, em 2017, diante da guinada da extrema direita pelo mundo, ele afirmou “temer pelo Brasil” com uma possível vitória do então deputado federal Jair Bolsonaro (PL) “que fez a vida dele batendo em minorias''. Isso, contudo, ainda não o faria votar no ex-presidente Lula (PT). Marco Aurélio Mello foi nomeado ministro do STF em 1990, pelo então presidente Fernando Collor de Mello, seu primo. Em 2020, tornou-se decano do STF e em 2021 deixou o Supremo com uma carreira repleta de decisões polêmicas. O ex-ministro votou contra a criminalização da homofobia e o inquérito das fake news. Mandou soltar o goleiro Bruno Fernandes e votou a favor da libertação da Suzane Von Richthofen.


Nenhum comentário:

Postar um comentário