segunda-feira, 25 de julho de 2022

RS dispõe de 6,9 mil vagas de emprego

 Nova Santa Rita, Erechim e Farroupilha são os municípios com maior número de vagas



Quem está em busca de uma vaga no mercado de trabalho tem uma boa notícia para a próxima semana. As Agências Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS)/Sine têm 6.984 vagas abertas no Rio Grande do Sul, a maioria em setores da indústria (2.477), serviços (2.224) e comércio (1.410). De acordo com a FGTAS/Sine, 70% das vagas não exigem experiência. 

De acordo com o diretor-presidente da FGTAS, Rogério Grade, os municípios com os maiores números de vagas abertas são: Nova Santa Rita (459), Erechim (371), Farroupilha (297), Garibaldi (280) e Teutônia (243). “A remuneração de 48% das oportunidades varia de 1,5 a 2 salários-mínimos e 24%, de 2 a 3 salários-mínimos”, destaca. 

Grade explica que a FGTAS conta com 173 agências FGTAS no Estado. “Os interessados podem buscar oportunidades em uma dessas agências ou procurar informações no site da FGTAS e verificar qual unidade mais próxima da sua região”, salienta. Os candidatos devem buscar informações sobre a empresa e qual vaga está sendo oferecida. 

O maior número de oportunidades é para a função de alimentador de linha de produção, com 1.160 vagas. Operador de caixa (221), vendedor de comércio varejista (200), auxiliar nos serviços de alimentação (165) e atendente de lojas e mercados (153) completam a lista de ocupações com mais oportunidades. “É preciso se familiarizar com a vaga oferecida para ter mais chances de ser contratado”, recomenda. 

Das 6,9 mil vagas oferecidas, 25% não exigem escolaridade. Grade comemora o aumento das ofertas de emprego, principalmente na indústria e serviços. “Isso é reflexo do avanço da vacinação, que impacta na retomada dos postos de trabalho. São números expressivos em todas as agências FGTAS/Sine, que apresentam crescimento gradativo das vagas oferecidas”, avalia. 

Os trabalhadores podem se candidatar às vagas, presencialmente, na Agência FGTAS/Sine mais próxima, ou através do aplicativo Sine Fácil. A relação de endereços e telefones das unidades está disponível no site www.fgtas.rs.gov.br/agencias-fgtas-sine.

Em Porto Alegre, o Sine Municipal oferece 1.640 vagas de empregos destinadas à Capital e Região Metropolitana. O coordenador do Sine Municipal, Adriano Weinmann, destaca que o maior número de vagas é destinado ao setor de serviços, como atendente de lojas e mercado, telemarketing, camareira de hotel, consultor de vendas, eletricista, garçom, jardineiro e montador de estruturas metálicas. 

Também são disponibilizadas vagas para Pessoas com Deficiência (PcD). Algumas oportunidades são exclusivas para PCDs, como auxiliar administrativo (10), comprador (2), enfermeiro (4), médico do trabalho (1) recepcionista (20) e técnico em enfermagem (11). Ele reforça que as vagas são para Capital e Região Metropolitana. “Cerca de 30% do nosso público acaba sendo de fora de Porto Alegre, que vem da Região Metropolitana”, afirma. 

Agências FGTAS/Sine com mais vagas:
Nova Santa Rita (459)
Erechim (371)
Farroupilha (297)
Garibaldi (280)
Teutônia 243)
Gramado (241)
Caxias do Sul (238)
Porto Alegre (246)
Venâncio Aires (181)
Bento Goncalves 139
Santa Rosa (134)
Carlos Barbosa (129)
Três Passos (124)
Santa Maria (119)
Novo Hamburgo (118)
Dois Irmãos (117)
Ijuí (114)
Estrela (108)
São Leopoldo (107)

 

Ocupações:
Alimentador de Linha de Produção (1.160)
Operador de Caixa (221)
Vendedor de Comercio Varejista (200)
Auxiliar nos Serviços de Alimentação (165)
Atendente de lojas e mercados (153)
Costureiro na Confecção em Série (137)
Trabalhador Polivalente da Confecção de Calça (134)
Pedreiro (134)
Faxineiro (133)
Soldador (105)
Motorista de Caminhão (100)
Repositor de Mercadorias (91)
Vendedor em Domicílio (90)
Auxiliar de Escritório (82)
Ajudante de Motorista (79)
Servente de Obras (69)
Carpinteiro (68)
Instalador-Reparador de Redes Telefônicas (61)
Trabalhador no Cultivo de Árvores Frutíferas (55)
Vendedor Pracista (55)
Marceneiro (54)
Embalador (49)
Mecânico de Manutenção de Máquinas (49)

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário