quarta-feira, 20 de julho de 2022

Bombeiros buscam controlar fogo na maior duna da Europa

 Cerca de 20 mil pessoas foram evacuadas da área circundante, onde as temperaturas giravam em torno de 40°C



Em um julho típico, os turistas escalam a maior duna de areia da Europa para apreciar a vista panorâmica do Oceano Atlântico, mas este ano o local está deserto, envolto em fumaça, e é sobrevoado por aviões dos bombeiros. A Duna de Pilat é uma atração famosa na costa sudoeste da França. Sua areia se eleva abruptamente acima de exuberantes florestas de pinheiros que sombreiam acampamentos animados nos meses de verão.

Este ano, as florestas estão em chamas, suas espessas nuvens de fumaça bloqueiam o sol enquanto se deslocam sobre o oceano ou em direção à cidade de Bordeaux, cerca de 60 quilômetros a nordeste.

Nesta terça-feira, cerca de 6,5 mil hectares de floresta já haviam queimado perto da duna e outro incêndio queimou mais 12,8 mil hectares, cinquenta quilômetros a leste dali.

"Estávamos diante de uma parede de fogo entre 40 e 50 metros de altura. Era um barril de pólvora", disse à AFP o porta-voz do corpo de bombeiros, Matthieu Jomain. "O vento transportou partículas incandescentes várias centenas de metros", acrescentou.

Cerca de 2 mil bombeiros lutam incansavelmente para controlar o fogo, apoiados por helicópteros e aviões Canadair, que se lançam ao mar para encher seus tanques. Cerca de 20 mil pessoas foram evacuadas da área circundante, incluindo moradores da cidade turística de La Teste-de-Buch, onde as temperaturas giravam em torno de 40°C.

"Os bombeiros tocaram a campainha para nos dizer que tínhamos que evacuar imediatamente. A polícia chegou cinco minutos depois e nos disse a mesma coisa", disse um aposentado à AFP, ao sair com sua companheira e seus animais de estimação no carro.

AFP e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário