segunda-feira, 25 de julho de 2022

Autor da facada em Bolsonaro, Adélio Bispo passa por nova perícia médica e pode ganhar a liberdade

 


Peritos da Justiça Federal realizam nesta segunda-feira (25), no presídio federal de Campo Grande (MS), uma nova perícia médica em Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada em Jair Bolsonaro na campanha eleitoral de 2018. O ataque ocorreu em Juiz de Fora (MG).

A avaliação deve determinar sobre a cessação ou permanência da periculosidade (se ele ainda é perigoso e oferece risco à sociedade) e pode resultar na liberdade de Adélio.

Os peritos responderão quesitos apresentados pelo Ministério Público Federal e pela Defensoria Pública da União, entre eles, se o quadro de saúde mental apresentado pelo paciente no exame pericial citado na sentença persiste.

A nova perícia no autor do atentado contra o presidente deveria ter sido feita até o dia 14 de junho, mas, devido à falta de peritos disponíveis até essa data, o procedimento acabou sendo suspenso.

Em um laudo de 2019, Adélio foi diagnosticado com transtorno delirante permanente paranoide, o que não permite a punição criminal, e, por isso, ele foi considerado inimputável – pessoa que não compreende a ilicitude de sua conduta em razão de doença mental.

Uma nova perícia médica precisa ser feita três anos após a decisão para saber se o estado de saúde mental dele permanece o mesmo e se o homem ainda representa um risco para a sociedade.

O juiz Bruno Savino, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, expediu no dia 14 de junho de 2019 a sentença de Adélio. Na ocasião, ele converteu a prisão preventiva em internação por tempo indeterminado. Pela decisão, o agressor deveria permanecer no presídio federal de Campo Grande.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário