sábado, 28 de maio de 2022

Bolsonaro critica PT, pesquisas e TSE em live desta sexta-feira

 Presidente fez críticas aos empréstimos do PT a Cuba e Venezuela, levantou suspeitas sobre pesquisas e questionou TSE



presidente Jair Bolsonaro criticou o PT, pesquisas eleitorais e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em live nas redes sociais nesta sexta-feira. Ele questionou ainda empréstimos de governos passados a Cuba e Venezuela, levantou suspeitas sobre pesquisas de intenção de voto e citou condutas do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, que julgou inadequadas.

A live aconteceu um dia após a divulgação da pesquisa Datafolha para o Palácio do Planalto. O presidente aproveitou para ler uma notícia com delações premiadas de integrantes do governo do PT, que informava sobre uma ocultação de pesquisas negativas. "Os caras compravam pesquisas para divulgar pesquisas favoráveis ao PT. Quando chegavam os resultados e eram contrários, desfavoráveis, elas eram engavetadas, trituradas, jogadas no lixo. Não há diferença para o Datafolha", afirmou.

Bolsonaro ainda questionou se instituições de pesquisas eleitorais não estão "fazendo tabelinha" com "uma instituição por aí que diz que por lá é tudo inexpugnável". Ele fez referência ao TSE, órgão criticado em outras falas do presidente durante o pronunciamento. Ele chegou a dizer que o ministro Fachin "foi militante de esquerda e advogado do MST".

"O grupo de checadores do TSE é ligado a grupos de esquerda. O senhor Fachin se reuniu com núcleo jurídico do PT há poucos dias para discutir, entre outras coisas, como censurar deputados federais. Olha para onde está caminhando nosso Brasil. Se tivesse outro presidente no meu lugar, como ele teria se comportado?", perguntou.

Veja os principais pontos da live:

PL das Fake News

"Por que ministros do STF quiseram aprovar [o PL das Fake News]? A gente fica desconfiado. [...] Qual o interesse em regulamentar as mídias sociais? Então, sobre esse PL das Fake News, eu entrei em campo. Todo mundo tem contato com deputado, senador. E, por nove votos, ele não ganhou urgência. Esse projeto busca o fortalecimento da imprensa tradicional, além de garantir o monopólio da informação. Tudo o que você postar da tua cabeça vai passar a ser fake news. Se você descobrir uma coisa errada do seu município e postar isso, vai ser fake news. Vale se você copiar uma matéria e postar. [...] Teve parlamentar que votou favorável ao PL das Fake News sem querer. Eu perguntei. A grande maioria teve interesse de atender pedido de ministros do Supremo com interesse nessa matéria. Alguns ligaram para mim para dizer que isso daria balizamento das redes sociais, do que pode ou não pode. Balizamento? Não tem que ter balizamento na liberdade de opinião. Deixa rolar, fale à vontade. É o preço da democracia. [...] A conclusão: a regulação das mídias e redes nos levará a uma prisão fora de uma cela. Você vai ser um vegetal. Não vai poder ficar opinando, falando, postando a fotografia, fazendo um comentário. Até pode, mas pode ser surpreendido com um processo. Se tivemos até pouco tempo um deputado federal preso, que falou aquilo que não poderia falar, que foi agressivo, ninguém discute isso aí, um direito dele falar, e se você achar que extrapolou não vote de novo… Mas, se teve deputado preso, imagine você. O objetivo é tirar sua voz."

Elon Musk

"Quando estive com Elon Musk, no encontro que o Fabio Faria intermediou, eu o rotulei ali de mito da liberdade. Liberdade não é só se expressar. É até liberdade física. Não é fake news aquele inquérito da PF de 2018, de novembro, que começou a apurar como hackers ficaram oito meses dentro dos computadores do TSE. Um inclusive com a senha de um ministro."

Marco Temporal e alimentos

"A cidade sem o campo não vive, se acaba. Sem a cidade, o campo sobrevive. Sobre o novo Marco Temporal, o senhor Fachin quer um novo marco temporal. Temos hoje uma área em torno de 14% do território nacional que é indígena. Caso aprovem no Supremo, vai tomar uma área do tamanho da região Sul. Praticamente acaba com Rondônia. E pela localização dessas áreas, anula outras áreas equivalentes ao tamanho do Estado de São Paulo. Ameaça, praticamente entra de sola, na segurança alimentar do Brasil. O que pode acontecer se o Supremo aprovar? Tenho que tomar uma decisão. Já está na minha cabeça. [...] Estados Unidos e Europa estão plantando em reservas ambientais. Vem aí uma catástrofe no tocante a alimentos no mundo todo. A tendência é subir de preço no mundo todo. Já está subindo no Brasil."

Pandemia

"Lockdown foi bom ou ruim? Você decide. Eu não falei coisas que vieram da minha cabeça. Teve um conselheiro, como diz a imprensa. Cada vez falam um. Hoje colocaram culpa em um ex-ministro. Eu ouço todo mundo. Como uma vez liguei para o embaixador de Israel. Mas hoje em dia você está proibido de discutir esse assunto. Transformam a gente em um prisioneiro sem cela. O pior que pode acontecer é ficar quieto. [...] Fui contra fechar escolas. Apanhei muito. Não tivemos em 2020 e 2021 nenhum pedido de UTI infantil no Brasil para atender crianças vitimadas de Covid. O Supremo disse que valia as medidas mais restritivas. Se eu falo que não vai fechar nada e o prefeito diz que quer fechar mais, joga no lixo o decreto do presidente. Perdi a possibilidade de conduzir a pandemia no Brasil. O que vamos perder nesses dois anos fora de escola vai levar uns 20 anos para recuperar o que era lá atrás."

Pesquisa

"A manchete aqui: 'Evangélicos se dividem entre Lula e Bolsonaro'. Isso não é fake news, é canalhice. Eu sei que não sou unanimidade em lugar nenhum. Mas se fizer pesquisa séria nas Forças Armadas, não vai dizer que os militares estão divididos. O lado de lá defender aborto, falou que vai botar pastores e padres nos seus lugares. Os governantes do PT fecharam templos. O lado de cá fala Deus, pátria e família. O lado de lá defende ideologia de gênero. Não sou dono da verdade, mas falar que estão divididos?"

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário