sábado, 23 de abril de 2022

Guedes defende reajuste de 5% para todos os servidores

 Nos Estados Unidos, ministro da Economia explicou que em ano eleitoral apenas o reajuste linear é "factível"



O Ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu, em entrevista nos Estados Unidos, onde cumpre agenda nesta sexta-feira, um reajuste linear para todos os servidores do funcionalismo público federal. 

"O pleito num ano eleitoral não pode ser satisfeito com facilidade, porque é visto como favorecimento a uma categoria específica, e portanto uma tentativa de buscar votos numa categoria. O que a lei permite é que haja aumentos lineares, ou seja, não diferenciados, e que possam tratar apenas da reposição no ano. Você não pode chegar e falar vou dar aumento de 40% porque está há três anos atrasado, não. Você só pode pegar a inflação acumulada naquele período do ano".

Na avaliação de Guedes, o desejo inicial de Bolsonaro, de dar aumento apenas para policiais federais, sairia mais barato para a Economia, mas não é "factível" em ano eleitoral. "Foi apresentado ao presidente, que gostaria de fazer algo que até seria mais barato, o reajuste dos policiais seria só R$ 1,7 bilhão. Politicamente o presidente até teria essa vontade de atender essa categoria, seria melhor para o presidente, atenderia o desejo que ele tinha e mais barato para a Economia, mas não é eleitoralmente factível. Acaba tendo que ser linear para todo mundo, e bem mais caro".

O reajuste linerar neste ano é estimado em cerca de R$ 6 bilhões, por ser concendido na metade do ano. Para 2023 será necessário abrir espaço, portanto, de cerca de R4 12 bilhões.

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário