segunda-feira, 23 de agosto de 2021

Essa é a foto de um louva-a-deus preservado em âmbar há mais de 23 milhões de anos

 A peça, que mede pouco mais de uma polegada de altura, foi vendida em leilão pela Heritage Auctions por US $ 6.000 em 2016.

O âmbar deriva da extinta Hymenaea protera, uma planta leguminosa pré-histórica. A maior parte do âmbar encontrado na América Central e do Sul vem de sua resina. O exemplar é datado do período Oligoceno, entre 23 milhões e 34 milhões de anos, um período importante de transição para os ecossistemas mais modernos. Incrivelmente, o louva-a-deus não parece tão diferente do que conhecemos hoje.




Fonte: https://www.facebook.com/culturaemdoses/posts/1297987983949871

Nenhum comentário:

Postar um comentário