quinta-feira, 20 de maio de 2021

Pazuello passa mal e depoimento à CPI será retomado nesta quinta

 Depoimento do ex-ministro, nesta quarta-feira, foi marcado por bate-bocas e acusações de mentiras sobre a pandemia



depoimento do ex-ministro da Saúde e general Eduardo Pazuello na CPI da Covid precisou ser adiado, no final da tarde desta quarta-feira, após o depoente ter passado mal e ser socorrido pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), que é médico. A sessão no Senado durou mais de seis horas e foi marcada por suspensões e discussões acaloradas entre Pazuello e os parlamentares presentes. O ex-ministro chegou a ser acusado de estar mentindo diversas vezes sobre ações da pasta ligadas à pandemia, sobretudo ao colapso de saúde em Manaus. Pazuello foi a oitava testemunha a depor na Comissão.

Os trabalhos serão retomados nesta quinta-feira, às 9h30min, conforme anunciou o senador Omar Aziz em seu Twitter. Na publicação, ele justificou a interrupção em razão dos trabalhos no plenário do Senado, que iniciaram à tarde.



Em meio às suspensões da sessão, em decorrência de demais atividades parlamentares e intervalos previstos, o vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), protocolou um requerimento para quebra dos sigilos telefônico, fiscal, bancário e telemático do ex-ministro.

Em justificativa às suas condutas no período em que esteve frente à pasta, Pazuello disse que tinha total autonomia das ações durante a pandemia, alegando que o presidente Jair Bolsonaro jamais o obrigou a tomar decisões. Na mesma linha, ele afirmou que Bolsonaro jamais o forçou a cancelar qualquer compra de vacinas do Instituto Butantan ou pediu para ele não dar andamento a essas aquisições.

Colapso no Amazonas

Ao colocar que teria se antecipado aos fatos relacionados ao colapso no estado de Amazonas e, ainda, que desabastecimento de oxigênio durou apenas três dias, o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello provocou revoltas entre senadores presentes na CPI da Covid.

"Mesmo antes de conhecermos a profundidade plena dos fatos decidi deslocar imediatamente o gabinete do ministro juntamente com todos os secretários nacionais de Saúde para Manaus para prestarmos todo o apoio possível ao governo do Estado e ao município", disse o ex-ministro. Ele ainda disse à CPI que ficou com medo de estar "fazendo demais". "Alguém pega seis secretários de saúde e embarca num avião para Manaus. Fiquei com medo de estar prevaricando, fazendo demais, não sabia nem o que eu ia encontrar em Manaus. E no dia 10 foi a primeira vez que secretário colocou de forma clara que havia problemas na logística e fornecimento de oxigênio para Manaus", disse Pazuello.

O clima na CPI esquentou ainda mais entre o ex-ministro e o senador Eduardo Braga, depois de Pazuello afirmar que foram apenas três dias de desabastecimento de oxigênio no Amazonas. "Em quatro ou cinco dias, já estávamos com nível de estoque restabelecidos. Tivemos três dias onde aconteceram as maiores dificuldades", afirmou.

Braga então rebateu ao ex-ministro dizendo que a crise de desabastecimento durou 20 dias, e não três. "Não faltou oxigênio no Amazonas em apenas três dias. Faltou oxigênio por mais de 20 dias. É só ver o número de mortos, é só ver o desespero das pessoas. Não é possível", afirmou o senador.

Adiamento e habeas corpus

O ex-ministro seria ouvido no dia 5 de maio, mas o Comando do Exército informou à CPI que o ex-ministro estava em quarentena após ter tido contato com duas pessoas diagnosticadas com Covid-19.

Apesar do habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Pazuello não poderá deixar de responder, de acordo com o STF, sobre fatos relacionados a terceiros, como o presidente Jair Bolsonaro.


Agência Estado R7 e Correio do Povo



Tempo começa a mudar nesta quinta e RS tem condições distintas por região


Homem forte de Pazuello é novo alvo da CPI da Covid

Vice da CPI pede quebra dos sigilos bancário e fiscal de Pazuello



Prefeitos informam precisar do dobro de remessa para 2ª dose de Coronavac


Porto Alegre inicia nesta quinta aplicação de 2ª dose da Coronavac em pessoas a partir de 60 anos



Nova votação da PEC que derruba plebiscito pode ocorrer na terça na Assembleia


Busca por 2ª dose da Coronavac gera fila noite adentro em drive-thru de Porto Alegre


River supera desfalques da Covid-19 e conquista vitória heroica contra o Santa Fe


Cotado para ser titular, Saravia visa retomar nível de antes da lesão no Inter


Grêmio encaminha acertos finais e deve anunciar Douglas Costa até sexta-feira


Deportivo Táchira patrola Always Ready e complica o Inter na Libertadores


PGR diz que não foi consultada sobre ação da PF que mira Salles



Senado recebe pedido de convocação do embaixador de Angola no Brasil


Ricardo Salles diz que operação da PF é "exagerada" e "desnecessária"



Policial à paisana morre após ser baleado em tentativa de assalto em Pelotas


Brasil registra 2.641 mortes por Covid-19 e 79.219 novos casos em 24h



Área técnica do TCU vai analisar uso de verbas do suposto orçamento paralelo


Engenho Velho é a cidade gaúcha mais perto de vacinar 100% de sua população



Prefeitura libera música em restaurantes de Porto Alegre



Porto Alegre divulga novos protocolos de gestão da pandemia a partir desta quarta


Grêmio pode ter retorno de Jhonata Robert, que estava no futebol português


Dólar firma alta e fecha cotado a R$ 5,31


Flamengo arranca empate com LDU e vai às oitavas da Libertadores


Biden espera de Netanyahu 'desescalada hoje' rumo a 'cessar-fogo'


Mbappé decide, PSG bate o Monaco e conquista a Copa da França


Facebook usa inteligência artificial para controlar conteúdo impróprio


Manifestantes colombianos protestam contra a realização da Copa América no país


Melinda Gates recebeu US$ 3 bilhões após divórcio


Juventus derrota Atalanta e é campeã da Copa Itália



Guerrero e Boschilia realizam recondicionamento físico no Inter


Técnico da seleção de vôlei, Renan Dal Zotto deixa CTI e segue em boa recuperação


Pinares pode ser testado na extrema direita no duelo entre Grêmio e Aragua


Ronaldinho Gaúcho é vacinado contra a Covid-19 em Dubai


Atlético-MG vence Cerro Porteño no Paraguai e confirma primeira posição do grupo


Mudanças do Inter contra o Olimpia devem ir além da volta de Taison



Darlan elogia novo comando técnico do Grêmio: “Entrou com fome de trabalho”



River supera desfalques da Covid-19 e conquista vitória heroica contra o Santa Fe










Nenhum comentário:

Postar um comentário